Elon Musk e uma difícil decisão: salvar a SpaceX ou a Tesla Motors?

Por Redação | 14 de Maio de 2015 às 12h17
photo_camera Divulgação

Quem vê a montadora Tesla Motors e a empresa de exploração espacial SpaceX hoje quase não se lembra dos graves problemas financeiros que ambas enfrentaram em 2008, quando estiveram prestes a fechar as portas. Tudo se resolveu, aparentemente, da melhor forma possível, mas Elon Musk, CEO de ambas, se viu em uma difícil decisão na época: escolher qual das duas iria salvar.

As informações sobre os bastidores do processo aparecerão no livro “Elon Musk: Tesla, SpaceX and the Quest for a Fantastic Future”, da jornalista Ashlee Vance, ainda sem data de lançamento no Brasil. Segundo a publicação, na época, alguns dos produtos previstos pelas empresas estavam atrasados ou com problemas de funcionamento. Após diversos investimentos, o empreendedor não tinha tanto dinheiro em caixa assim e precisava fazer uma escolha.

“Eu poderia dividir o dinheiro que tinha entre as duas e, talvez, ambas morreriam. Se eu investisse em apenas uma, a probabilidade de que ela sobrevivesse era maior, mas isso também significaria [o fim] certo para a outra”, conta ele. Foi aí que ele iniciou um processo de contatos e ofertas, que o levou a bater na porta de parceiros e conhecidos, algo que, no final das contas, acabou permitindo que tanto a Tesla quanto a SpaceX crescessem e se tornassem o que são hoje.

Para a companhia de exploração espacial, por exemplo, o resultado foi um lucrativo contrato com a NASA no valor de US$ 1,6 bilhão. Já para a montadora, o respiro veio na forma de um investimento de US$ 40 milhões feitos por muitos de seus acionistas, além do próprio Musk, que abriu mão de suas cotas em outros negócios para ajudar no aporte de dinheiro – que veio para salvar a Tesla, coincidentemente, na véspera de Natal.

Mais do que tudo isso, Musk relata que estava uma pilha de nervos na época, bastante deprimido com o desenrolar de sua vida. Além da iminente falência das duas empresas, o executivo passava por um divórcio bastante agressivo, trocando farpas publicamente com sua ex-esposa por meio da imprensa. A sensação, para ele, era de que tudo estava indo por água abaixo.

No final das contas, deu tudo certo. Tanto a Tesla quanto a Space X hoje são empresas de vanguarda no mundo da tecnologia e rendem não apenas milhões a Musk, mas também indicam o caminho para um futuro mais tecnológico – além de terem rendido a ele uma pontinha no filme “Homem de Ferro 2”, ao lado do também magnata desse universo, Tony Stark. Foi justamente isso que tornou a história das duas empresas tão interessante a ponto de serem o ponto principal de um livro.

Fonte: Bloomberg

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.