eBay está testando serviço para concorrer com o Amazon Prime

Por Redação | 21.05.2015 às 11:59
photo_camera Divulgação

A introdução de um programa de fidelidade para ampliar as vendas e o uso de sua plataforma também deve se tornar, em breve, um dos grandes pilares da operação do eBay. A empresa está testando na Europa um sistema que vai recompensar usuários fieis e lojistas renomados, de forma semelhante ao Prime, da Amazon.

Apesar de ser claramente baseado no sistema da rival, a novidade, batizada de eBay+, é diferente principalmente por sua forma de atuação – o site permite que outras pessoas vendam produtos e não lida pessoalmente com o comércio e a entrega das mercadorias. É exatamente por isso que o programa de fidelidade não apenas privilegia os compradores, mas também os vendedores, trazendo vantagens para ambos e também os incentivando a cumprir as normas da plataforma.

Para clientes, as vantagens são frete grátis e uma entrega mais rápida. Enquanto isso, lojistas podem contar com descontos nas comissões pagas ao eBay por transação e também terem seus produtos privilegiados nas buscas, aparecendo acima dos vendedores que não fazem parte do programa.

Os testes estão sendo feitos em algumas cidades da Alemanha e, se forem bem-sucedidos, devem ser expandidos para todo o país. Inicialmente, compradores frequentes e lojistas com boa reputação foram convidados para participar do experimento, que ainda não conta com uma taxa de assinatura. Esse valor ainda não foi fixado, mas estima-se que o eBay vá cobrar entre US$ 15 e US$ 25 por mês pelas regalias.

O esquema, então, seria basicamente o mesmo do Amazon Prime, assim como as pesquisas que o baseiam. De acordo com dados da gigante das vendas, usuários de seu sistema de assinatura tendem a gastar 68% mais que os clientes não pagantes. Entre os benefícios estão a entrega em até uma hora, dependendo da localidade em que o cliente reside, e a possibilidade de receber o produto no dia seguinte, pagando um frete básico.

O valor mais baixo cobrado pelo eBay, entretanto, faz sentido, uma vez que a plataforma do site, pelo menos inicialmente, não conta com muitas das atrações da rival Amazon, como os filmes por streaming, eBooks gratuitos ou descontos especiais. Mas esse último aspecto, pelo menos, também estaria na cabeça do site de leilões, que não confirmou nada ainda.

Por outro lado, existe uma série de questões que o eBay precisa verificar para que a novidade dê certo. Como ela própria não vende os produtos – mas estará fazendo a cobrança de assinaturas – precisará garantir que seus vendedores cumpram o combinado. E, apenas isso, já pode tornar o funcionamento de um programa desse tipo bem mais complexo.

Não existe data prevista para lançamento do programa em outros territórios, muito menos no Brasil, onde, apesar de trabalhar em português, o eBay ainda não tem atuação consolidada.

Fonte,s: eBay, The Verge