eBay aposta no Brasil para aumentar sua base de clientes

Por Redação | 08 de Maio de 2014 às 17h42
photo_camera Divulgação

Quase um ano após lançar um aplicativo de moda voltado para tablets e smartphones, o eBay chegou de vez ao Brasil nesta semana. Um dos maiores sites de leilão e venda de produtos do mundo lançou versões em português de seu site e app para dispositivos móveis, e promete bater de frente com páginas concorrentes, como o MercadoLivre.

Mesmo sabendo que esse caminho não será fácil, a empresa está confiante. Em entrevista ao pessoal do IDG Now, um porta-voz da companhia disse que, apesar de parecidos, o eBay e o MercadoLivre "são dois sites que oferecem coisas diferentes aos consumidores". "O eBay investe no MercadoLivre e certamente queremos vê-los ter sucesso. Nós acreditamos que temos um apelo diferente para os consumidores brasileiros. Nossa seleção incrível e de ótimos preços é muitas vezes melhor do que alguns consumidores podem achar no seu país", disse o porta-voz.

Segundo o eBay, ainda não há previsão de quando os produtos serão cobrados em reais – desde a estreia da plataforma no país, na últma terça-feira (6), os preços aparecem na nossa moeda, mas ainda são cobrados em dólar, o que acaba gerando impostos e taxas aos usuários. Em resposta, a companhia afirma que a legislação brasileira é o maior problema, já que "as leis no Brasil exigem que as transações de compras sejam realizadas em dólares americanos". A mesma situação acontece com outros serviços, como a iTunes Store da Apple e o próprio eBay.

De acordo com a empresa, 500 mil novos internautas brasileiros se cadastraram no eBay em 2013, totalizando 1 milhão de consumidores locais. O Brasil é o primeiro da América Latina a receber uma operação local do site norte-americano, que também traz consigo uma equipe de 150 pessoas que, em parceria com o PayPal, serão responsáveis pelo atendimento ao consumidor.

"Nós apostamos muito no Brasil. O país é um dos mercados de smartphones que mais crescem no mundo e se encaixa em nosso diferencial, que é a venda pelo aplicativo", disse Wendy Jones, vice-presidente de expansão global do eBay, em entrevista à INFO. "É o início da nossa expansão na região e continuaremos a utilizar o feedback dos consumidores para entregar experiências mais relevantes ao idioma e moeda local", completou.

O que muda com a chegada do eBay ao Brasil?

eBay

A mudança mais significativa é a tradução do site para o português do Brasil. No entanto, como informa a revista EXAME, essa tradução não é feita manualmente por um humano, mas sim por algoritmos – o que pode deixar alguns itens com pequenos erros de gramática e concordância verbal. Mesmo assim, é possivel fazer buscas na plataforma escrevendo palavras no nosso idioma, o que facilita a pesquisa por um determinado produto.

Outro diferencial é que os preços de milhares de itens já são covertidos para os reais. Aqui, vale lembrar um detalhe importante: o valor que aparece na página de venda do produto não é o preço final, mas sim o valor do dólar americano que corresponde ao momento em que o usuário viu aquele anúncio. Além disso, se o internauta utilizar o cartão de crédito como forma de pagamento, o valor final será calculado de acordo com a cotação do dólar no dia de fechamento da fatura.

O Brasil também foi incluso no programa de entregas global do eBay, que trata as compras feitas em outros países como se fossem nacionais. Funciona assim: toda vez que uma compra ultrapassar o valor de US$ 50, o consumidor terá a opção de pagar os 60% de imposto sobre o valor da encomenda para que ela não fique retida na alfândega. Neste caso, toda a logística será feita pelo serviço de entregas Fedex e o prazo para recebimento do produto será de 7 a 10 úteis.

Assim como no MercadoLivre, também já é possível ser um anunciante no eBay. Segundo a companhia, esse será o próximo passo: incentivar os usuários brasileiros a colocar produtos à venda pelo site.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.