Donald Trump propõe fechar "algumas partes"da internet

Por Redação | 16.12.2015 às 11:17

Na noite desta terça-feira (15), o pré-candidato à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, propôs uma estratégia incomum para lutar contra o Estado Islâmico: proibir o acesso a determinadas "áreas" da internet em locais que estão em guerra.

"O EI está recrutando por meio da internet. O EI está usando a internet melhor do que nós e a ideia foi nossa", disse Trump. "Quero encontrar as pessoas brilhantes do Vale do Silício e de outros lugares para tentar descobrir uma maneira de impedir o EI de fazer o que está fazendo".

O apresentador do debate, Wolf Blitzer, questionou se o pré-candidato estava pensando em fechar partes da web. "Eu certamente estou aberto ao fechamento em áreas onde estamos em guerra. Eu com certeza não quero deixar as pessoas que querem nos matar usar a nossa internet. Sim, senhor, eu estou [aberto à ideia de fechar partes da internet]", disse Trump.

Mais tarde, no debate, o senador de Kentucky, Rand Paul, atacou a proposta de Trump, chamando-a de inconstitucional. O pré-candidato então resolveu tentar explicar melhor o que quis dizer. "Eu não estou falando sobre o fechamento da internet. Eu estou falando sobre o fechamento de partes da internet onde o EI está", disse Trump.

O debate acerca deste assunto teve início no começo deste mês, quando Trump se posicionou a favor do fechamento de partes da internet, deixando completamente de lado a liberdade de expressão. Na ocasião, ele disse que o governo precisa conversar com Bill Gates e "um monte de pessoas que realmente entendem o que está acontecendo". Sobre a liberdade de expressão, o pré-candidato disse que aqueles que pensarem neste tópico em um momento como esse "são pessoas tolas".

Via Time