Disney está avaliando formas de impedir compartilhamento de contas do Disney+

Por Wagner Wakka | 21 de Agosto de 2019 às 13h22

Se você é do tipo de que compartilha contas da Netflix com amigos, isso pode não ser possível com o Disney+. A companhia fechou uma parceria com a Charter Communication, operadora norte-americana de TV a cabo e telefonia, para que, juntas, possam evitar compartilhamento de senhas do serviço de streaming que tem lançamento marcado para novembro.

A informação veio nas entrelinhas de um comunicado enviado a jornalistas nesta semana. Basicamente, a Disney pode utilizar informações de clientes da operadora para poder identificar se aquela senha foi compartilhada com pessoas que não dividem a mesma casa.

A Charter só anunciou a parceria em comunicado, mas não explicou exatamente como isso será feito. Contudo, o Ars Technica levanta uma possibilidade.

A mecânica funciona da seguinte forma: a Chater compartilha informações como número de IP de roteadores conectados ao serviço de streaming. Com isso, a Disney consegue descobrir quem está de fato usando aquela conta.

Em uma analogia simples, seria como se a Netflix tivesse uma parceria com a Vivo, Oi ou outra operadora de internet e recebesse dados de utilização do app. Ao perceber que vários IPs diferentes estão usando o mesmo serviço em lugares muito distantes, ela consta que houve a divisão de senhas.

A Charter é uma das maiores operadoras dos Estados Unidos ao lado da Comcast e da AT&T.

A parceria permite que a Charter tenha em seu catálogo a exclusividade de conteúdos da Disney, incluindo todo escopo de notícias e esportes para os canais ABC, Disney Channel, Disney Junior, Disney XD, Freeform, variações da ESPN e FOX, além de National Geographic, Nat Geo Wild, Nat Geo Mundo e BabyTV.

No comunicado, a empresa informa que vai “começar uma importante colaboração para solucionar o significativo problema da pirataria. [..] As duas companhias vão trabalhar juntas na implementação de regras e técnicas de negócio para solucionar o problema de acesso não-autorizado e compartilhamento de senhas”.

O Disney+ vai estrear em 12 de novembro nos Estados Unidos e ainda não há previsão de chegada do serviço aqui no Brasil.

Fonte: Charter, Ars Technica

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.