Dilma mostra insatisfação sobre modelo de governança da internet

Por Redação | 11 de Novembro de 2015 às 11h09

A presidente Dilma Rousseff gravou um vídeo transmitido na abertura oficial do Fórum de Governança da Internet defendendo a globalização da ICANN, instituição que supervisiona as funções e números da Internet.

Apesar de não poder estar presente pessoalmente no evento em João Pessoa (PB), a presidente afirmou que a descentralização da supervisão da internet é um desafio. "Um importante desafio diz respeito à conclusão de reforma do sistema de supervisão das funções centrais da internet, que deve resultar em uma estrutura de caráter global que efetivamente responda às demandas e anseios da sociedade e preste contas de sua atuação", declarou.

Além disso, Dilma afirmou que as decisões importantes devem ser tomadas em conjunto e não apenas por um único "país ou grupo de poucos países com ascendência sobre os demais". Para ela, não há como aceitar decisões tomadas por apenas um ou poucos membros.

A líder brasileira também chamou a atenção de maneira indireta ao processo de desvinculação do calendário da ICANN com o governo norte-americano, que foi adiado em um ano, para setembro de 2016, e ainda não está garantido. Muitos governos nacionais desejam fazer parte da governança da internet e acreditam que temas relevantes devam ser tratados em instâncias ligadas à tratados internacionais da ONU.

Outro ponto que a presidente voltou a chamar a atenção durante seu vídeo para o Fórum de Governança da Internet foi a questão da espionagem universal das agências de espionagem norte-americanas. Segundo Dilma, essas atitudes inflamam ativistas ao redor do mundo. “Não há oposição de multissetorialismo e multilateralismo: alguns temas requerem atuação multilateral”, afirmou.

Via Convergência Digital

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=41099&sid=4

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.