Criador da Web quer transformar a internet como a conhecemos

Por Redação | 10 de Junho de 2016 às 08h19

O físico e cientista da computação britânico Tim Berners-Lee criou a World Wide Web há vinte e sete anos para tornar informações científicas mais acessíveis à comunidade, e acabou vendo sua criação se transformar em algo que hoje é parte indispensável da nossa sociedade, servindo como meio de comunicação e informação e determinando a forma que vivemos. Mas Berners-Lee não está contente com o rumo que a rede está tomando, e tem planos para mudá-la.

Atualmente, a web é um sistema que está “nas mãos” de governos, sendo bloqueada e monitorada em países como a China, por exemplo, ou ainda de grandes corporações, que lançam serviços que se tornam indispensáveis e acabam controlando o uso que a população faz da rede. “Tem sido ótimo, mas espionar, bloquear sites, redefinir o conteúdo das pessoas e levar [o usuário] a sites errados destrói completamente o espírito de ajudar as pessoas a criar”, disse o cientista, que se reuniu a outros profissionais da ciência da computação para debater o futuro da internet.

Descentralized Web Summit

Nomes de peso da ciência da computação em reunião sobre o futuro da internet (Reprodução: The New York Times)

A reunião, que aconteceu nesta terça-feira (07) em São Francisco, contou também com a presença de Brewster Kahle, que comanda o Internet Archive e é conhecido por ser ativista em prol da internet. Nela, os experts conversaram a respeito da criação de novas tecnologias que fariam da web um local mais descentralizado e com mais privacidade, sem deixar de lado a segurança. “Edward Snowden nos mostrou que nós acabamos construindo a maior rede de vigilância do mundo dentro da web”, disse Kahle. “A China é capaz de tornar impossível para as pessoas de lá lerem coisas [na internet], e nós temos a capacidade de mudar isso tudo”, completou.

Descentralized Web Summit

Brewster Kahle ao lado de Tim Berners-Lee e os demais especialistas (Reprodução: The New York Times)

Chamado de “Descentralized Web Summit”, o projeto de Berners-Lee e Kahle busca meios para fazer com que os websites sejam distribuídos amplamente, assim como acontece atualmente, mas sem estarem sob o controle de um servidor. Outro objetivo da iniciativa é conseguir armazenar dados científicos sem a necessidade de pagar por essa hospedagem em serviços de nuvem como os da Amazon, Dropbox e Google.

Berners-Lee, por sua vez, acredita que a web é naturalmente um local descentralizado e que o problema seja o domínio de um grupo de companhias que “se deu bem” na rede. “O problema é o domínio de uma única ferramenta de busca, uma grande rede social, ou somente um Twitter para microblogging. Nós não temos um problema de tecnologia, mas sim um problema social”, disse o inventor da web.

Fonte: The New York Times

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.