Cresce o número de brasileiros acessando a internet em smartphones

Por Redação | 22.09.2015 às 08:29

Uma nova pesquisa da Nielsen IBOPE revela como o brasileiro acessou a internet no primeiro trimestre de 2015 num comparativo com o último trimestre do ano que passou. O estudo aponta que um número cada vez maior de brasileiros está acessando a internet por meio de smartphones, em especial pessoas com mais de 35 anos de idade.

Após os seis primeiros meses do ano, o número de pessoas usando celulares para se conectar chegou a 72,4 milhões, representando um aumento de 4% - ou cerca de 4 milhões de pessoas - em relação ao primeiro trimestre do ano. A pesquisa também revelou que, no quarto trimestre de 2014, 50% dos usuários de smartphones conectados eram mulheres, número que subiu para 52% no segundo trimestre de 2015.

Mobile Report - Julho/15 - Nielsen IBOPE

(Reprodução: Mobile Report - Julho/15 - Nielsen IBOPE)

As empresas que realizaram a pesquisa também informaram quais tipos de aplicativos vêm sendo mais acessados pelo usuário brasileiro. Na liderança, estão as redes sociais e apps de comunicação, seguidos por aplicativos de bancos, e-mail e mapas. Depois, aparecem apps de buscadores e games.

Já quanto às situações em que o smartphones é mais utilizado para acessar a internet, o estudo mostrou que um quinto dos brasileiros costuma usar o aparelho quando estão no banheiro e praticamente metade dos usuários disse consultar seus celulares ou tablets antes de dormir, sendo um hábito mais comum entre os adolescentes. A segunda situação que mais faz as pessoas sacarem seus aparelhos dos bolsos e bolsas para darem aquela conferida na internet é enquanto estão esperando, como, por exemplo, em filas.

Mobile Report - Julho/15 - Nielsen IBOPE

(Reprodução: Mobile Report - Julho/15 - Nielsen IBOPE)

A Nielsen IBOPE também revelou, em outra pesquisa, que o número de brasileiros com acesso à internet em computadores dentro de casa atingiu os 96,1 milhões em julho de 2015. Tal número sobe para 103,4 milhões se considerarmos o número de pessoas que acessam a internet também no local de trabalho.

Fonte: Adnews