Coreia do Sul inaugura sua rede de Internet das Coisas

Por Redação | 07 de Julho de 2016 às 15h07

Um dos países mais avançados do mundo quando o assunto é conexão à internet, a Coreia do Sul acaba de lançar a primeira rede de Internet das Coisas (IoT) de baixo custo.

A IoT tem a finalidade de conectar aparelhos eletrônicos, máquinas e até meios de transporte à internet. Ela pode ajudar, por exemplo, a aparelhos como refrigeradores ou impressoras informar aos seus proprietários quando precisam ser recarregados, ajudar aos clientes a localizar telefones perdidos e até mesmo monitorar animais de estimação.

A rede coreana vai permitir que dispositivos inteligentes conversem entre si e troquem informações 24 horas por dia, 7 dias por semana, ininterruptamente. Quem está por trás da iniciativa é a operadora de telefonia SK Telecom, que possui infraestrutura tecnológica para abarcar 99% da população.

Segundo a operadora, os custos para os usuários deverão ser baixos. Eles deverão assinar planos de dados que vão desde 350 wons (US$ 0,30) até 2000 wons (US$1,70). A SK afirma investirá até 1 bilhãos de wons até o final do ano para continuar a desenvolver a estrutura e espera que essa novidade se torne uma nova fonte de receita para a empresa.

Há anos a Coreia do Sul está no topo do ranking dos países com a internet mais rápida do mundo. Em 2015, por exemplo, ficou em primeiro lugar na comparação apresentando uma média de velocidade de navegação por pessoa de 23,1 Mbps, enquanto o segundo lugar atingiu 17 Mbps.

Em declaração, ainda afirma que seus preços são acessíveis e custam 1 décimo de seus serviços atuais baseadas em LTE, o que aliviará os custos das startups e pequenas e médias empresas. Lembrando que o assunto já foi tema central da 15ª Rio Wireless, ocorrida no ano passado no Rio de Janeiro, e que o Brasil já assinou um acordo de cooperação com a Coreia do Sul para intercâmbio de tecnologias, existe a esperança que um dia essa novidade chegue por aqui.

Via: BBC