Conspiracionista Alex Jones retorna ao YouTube como convidado de outros canais

Por Rafael Arbulu | 12 de Abril de 2019 às 13h03
Tudo sobre

Alex Jones

Saiba tudo sobre Alex Jones

O controverso apresentador Alex Jones pode ter sido banido do YouTube (e do Spotify, Apple, Facebook, Pinterest, Stitcher, YouPorn, LinkedIn, Vimeo, MailChimp e até o falecido Google+), mas isso não significa que a plataforma está livre de suas teorias de conspiração: o comunicador encontrou uma forma de voltar à plataforma como entrevistado convidado de diversos canais e podcasts com milhões de inscritos.

O exemplo mais recente é o do youtuber Logan Paul, que produz entrevistas por meio do canal dedicado ao seu podcast Impaulsive. Paul, que já teve seus próprios problemas com o YouTube, recebeu Alex Jones para falar do conteúdo conspiracionista promovido pelo apresentador, tal como a sua crença de que os sobreviventes do atentado a tiros do colégio Sandy Hook eram, na verdade, atores contratados pelo Partido Democrata, além de desinformações sobre autismo.

Logan Paul e Mike Majlak (dir.) entrevistam Alex Jones (esq.) durante episódio do podcast Impaulsive (Imagem: Reprodução/The Verge)

Durante pouco mais de duas horas, Paul, junto de seu coapresentador Mike Majlak, questionaram Alex Jones sobre suas teorias, incluindo uma em que a dupla parece criticar o ex-apresentador do canal InfoWars por suas mentiras sobre Sandy Hook. “Se for para eu ser um ser humano por um instante, e reforçar minhas crenças morais, eu gostaria de perdoar você e dar-lhe a chance de falar sobre o seu futuro daqui para frente”, disse Paul, após tecer críticas a Jones sobre seus comentários em relação aos sobreviventes dos atentados e suas famílias. O atentado à escola primária de Sandy Hook foi o episódio onde o atirador Adam Lanza abriu fogo e matou 20 crianças no local.

Ninguém o impediu, porém de atacar alguns jornalistas com quem parece ter desavenças: Jones chamou a ex-apresentadora jornalística da NBC, Megyn Kelly, de “maldita p*** mentirosa”, além de zombar da voz do apresentador da CNN, Brian Stelter. Paul e Majlak riram.

Essa é a segunda participação feita por Alex Jones em canais de outros influenciadores. Em fevereiro, ele participou de um episódio de quatro horas do podcast The Joe Rogan Experience. Na ocasião, Rogan questionou Jones sobre ele inventar mentiras a respeito do apresentador. Ambos se conhecem desde quando Alex Jones era adepto do fisiculturismo: Rogan, além de apresentador do podcast, é ávido praticante de artes marciais e comentarista das lutas do UFC.

O YouTuber Logan Paul tem aproximadamente 18 milhões de inscritos, pulverizados em todos os seus canais

Logan Paul é o mesmo youtuber que foi duramente criticado pela comunidade do YouTube por postar um vídeo de uma viagem no Japão, onde ele claramente desrespeita diversos aspectos da cultura nipônica, com o “ponto alto” do vídeo exibindo Paul caminhando pela floresta de Aokigahara, se deparando e filmando por um considerável período de tempo um corpo de uma pessoa que havia morrido ali. A floresta em questão é um ponto conhecido por ser a escolha de muitos suicidas para tirarem a própria vida.

Apesar disso, o YouTube parece ter tomado medidas para que o episódio mais recente do podcast Impaulsive não tenha tido uma promoção automática mais abrangente: ao contrário de outros episódios do canal na plataforma, a participação de Alex Jones não está monetizada nem apareceu em chamadas na página principal do portal de vídeos da Google, tampouco em sua aba de “Em Alta”. Entretanto, isso ainda não foi confirmado. Vale citar, porém, que Logan Paul tem aproximadamente 18 milhões de inscritos — 1,4 milhão apenas no canal dedicado ao seu podcast —; a maior parte em idade adolescente.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.