Confira as reações de adolescentes ao usarem uma enciclopédia pela primeira vez

Por Redação | 26 de Julho de 2015 às 17h16

Se você já passou dos 30 anos certamente se lembra daquelas incontáveis horas de pesquisas em livros, livros e mais livros, volumes imensos de enciclopédias que quase todo mundo tinha em casa ou consultava na biblioteca da escola. Quem ainda está na faixa dos 20 e poucos pegou o finalzinho dessa época, mas os adolescentes de hoje não fazem a menor ideia de como, há não muito tempo, era trabalhoso e demorado pesquisar sobre um assunto qualquer, coisa que agora fazemos em poucos minutos, desde que tenhamos acesso à internet.

Teens React

"Vocês vão me dizer em qual livro a palavra está?"

Nessa semana, o canal do Youtube "The Fine Brothers" publicou mais um vídeo da série "Teens React", mostrando a reação de adolescentes ao receberem a tarefa de realizar uma pesquisa em uma coleção de livros que foi, volume por volume, disposta na frente deles. Muitos desses futuros jovens adultos nunca sequer folhearam as páginas recheadas de informações que esses livros forneciam, e suas reações vão desde o espanto, passando pela curiosidade e chegando à reflexão sobre como algo que, por muito tempo, foi um item de luxo e objeto de desejo, passou a ser considerado descartável e obsoleto pela juventude de 2015.

Teens React

"Aqui tem 'radar'… ah, espera, esqueci como soletra 'reading'"

"O que são enciclopédias?", perguntou a produção. "Foi o pior dos tempos", responde Tom, de 19 anos, em tom de brincadeira (com um fundinho de verdade). Quando pediram para que pesquisassem o termo "Reading" ("Leitura", em português), a primeira dificuldade foi por onde começar. Após perceberem que os volumes eram organizados por ordem alfabética o trabalho ficou um pouco mais fácil, mas, ainda assim, eles não imaginaram que existia um índice, normalmente no primeiro livro, indicando o volume e página de cada palavra que consta na coleção. A solução geral foi folhear página por página do volume contendo a letra "R" até que "reading" fosse localizada.

Teens React

"Youtube… mmm.. não está aqui!"

Em seguida, os jovens puderam pesquisar sobre um termo qualquer, escolhido por eles. Allie, de 19 anos, procurou por "unicórnios" e não escondeu a alegria ao encontrar o termo, enquanto seu colega escolheu (e localizou!) a definição para o antigo astrônomo Tycho Brahe. Já para a surpresa de Anthony, 15 anos, não havia nenhuma menção ao Youtube na coleção, já que a World Book Encyclopedia que eles tinham em mãos era uma edição de 2005, ou seja, nada relevante que aconteceu após essa data constava em suas páginas.

Teens React

"As coisas com as quais nós crescemos estão começando a desaparecer, e… wow… o que está acontecendo?"

Porém, nem todos os adolescentes encaram livros físicos com desdém. Jeordy, de 18 anos, disse que não confia tanto assim na internet e declarou seu amor aos livros, dizendo que "existe algo especial em fisicamente virar as páginas, poder cheirar o livro e sentir o livro". "Isso definitivamente não existe no mundo digital", lamenta.

Benny, idealizador do canal, ficou surpreso ao ver jovens tristes ao constatarem que, um dia, livros físicos serão obsoletos. "Foi um momento em que alguns deles puderam perceber o quão rápido as coisas mudam", analisa.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.