China já derrubou mais de 13 mil websites nos últimos três anos

Por Redação | 27 de Dezembro de 2017 às 07h50

Como você deve saber, a internet na China não é livre como em quase todo o restante do mundo. Por lá, somente serviços virtuais aprovados pelo governo podem permanecer no ar, e, nos últimos três anos, o órgão chinês responsável por regular a internet no país fechou mais de 13 mil sites que foram considerados ilegais. O dado foi revelado pela agência estatal de notícias da China, a Xinhua.

Segundo o relatório, o governo chinês ainda está exigindo explicações de outros 2,2 mil websites igualmente ilegais. Ainda, cerca de 10 milhões de contas de usuários também foram encerradas por não estarem de acordo com as leis locais. Entre os motivos para essa determinação está o uso de dados falsos no cadastro.

Além disso, também segundo a Xinhua, milhares de conteúdos impróprios sobre terrorismo ou pornografia também foram removidos da internet chinesa. Vale ressaltar que o acesso à internet no país é controlado com rigidez pelo governo, sendo uma polêmica internacional porque, para muitos, esse controle passa dos limites da censura e limita a liberdade de expressão da população. Já o governo defende as rédeas curtas visando garantir a estabilidade social e a segurança do país.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Apesar de a ideia de se acessar uma internet altamente controlada parecer absurda para nós, ocidentais, pesquisas recentes revelaram que 90% da população chinesa está de acordo com tal controle, enquanto 63,5% têm a impressão de estarem mais seguros graças a esse monitoramento ferrenho. Serviços globalmente populares, como Twitter, Google e Facebook, são proibidos na China, que autoriza versões locais similares a essas plataformas, como Baidu e Weibo, por exemplo.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.