Brasil é um dos 10 países mais desconectados do mundo, revela estudo

Por Redação | 02 de Março de 2017 às 12h14

A Internet.org, iniciativa do Facebook para levar Internet a lugares remotos e para pessoas de baixa renda, divulgou um estudo nesta quarta-feira (01) que aponta o Brasil como um dos dez países com o maior número de pessoas desconectadas no mundo.

Realizada pela unidade de inteligência da revista britânica The Economist, a pesquisa concluiu que há 70,5 milhões de pessoas offline, sem acesso à banda larga fixa ou móvel, no país. Para chegar a esse resultado, o estudo se baseou em dados de mercado, como os da União Internacional de Telecomunicações (UIT) e entrevistas com especialistas do setor.

Embora apareça na décima colocação do ranking, o Brasil está bem distante do topo do pódio, ocupado por Índia e China. De acordo com o levantamento, aquele tem 864,7 milhões de pessoas offline, enquanto este registra 660,9 milhões de desconectados. Indonésia, Paquistão, Nigéria e México também aparecem à frente do Brasil quando o assunto é pessoas sem conexão à Internet.

Ainda de acordo com a pesquisa da iniciativa do Facebook, cerca de 4 bilhões de pessoas -- ou mais da metade da população mundial -- não têm acesso à internet. Mas o que mais assusta mesmo é a discrepância existente entre as regiões. Na África, por exemplo, 75% da população está offline, enquanto na Europa o índice é de apenas 20%.

A situação do nosso país melhora quando são analisados os dados de inclusão social. Segundo a Internet.org, somos o 18º entre 75 países quando o assunto é incentivar as pessoas a acessarem à rede. De acordo com a entidade, contribuem para isso a vastidão de conteúdo disponível online em português e o cenário competitivo no mercado de telecomunicações existente por aqui.

Por fim, a pesquisa indica que nossos índices poderiam ser melhores caso o nível de educação dos brasileiros fosse maior. O documento explica que altos níveis de desenvolvimento econômico e social permitem o acesso a uma melhor infraestrutura, serviços com preços mais acessíveis e conteúdo relevante. Por esse motivo, Suécia e Singapura aparecem lado a lado em primeiro lugar, seguidos de perto por Estados Unidos, Reino Unido e Japão.

Via IP News

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.