Barack Obama será editor convidado na edição de novembro da revista Wired

Por Redação | 05.09.2016 às 08:59

Um dos primeiros líderes de Estado a dar as caras nas redes sociais e na internet como um todo, Barack Obama certamente vai deixar discussões para além de seu mandato. Duas semanas antes do dia que inicia as eleições presidenciais nos EUA, o atual presidente do país deve estrelar a edição de novembro da revista Wired, uma das publicações sobre ciência e tecnologia mais influentes de todo o mundo. Na pauta que deve chegar às bancas no dia 25 de outubro, Obama irá falar das fronteiras e do que elas representam para o futuro.

No anúncio da semana passada, a publicação não escondeu nem um pouco o orgulho de ter sua primeira edição especial com um presidente dos EUA como convidado. Segundo o editor da revista, Scott Dadich, a escolha de Obama para o tema é bastante natural, visto que fronteiras, política e tecnologia tem tudo a ver, mesmo que não aparentem ter.

Barack Obama, Wired

Na imagem, podemos ver Dadich, Obama e Robert Caps, diretor editorial da Wired, nesta mesma ordem, conversando na sala Roosevelt da Casa Branca (Foto: Reprodução/Christopher Anderson)

"Quando os fundadores da nação escreveram a nossa Declaração de Independência e nossa Constituição, eles estavam desfrutando da mais avançada filosofia e tecnologia da época," disse Dadich durante o anúncio. "Benjamin Franklin falava de coisas loucas para aquele tempo, como eletricidade para todos e redes de comunicação. Thomas Paine abriu mão de direitos autorais e aderiu ao senso comum, permitindo que suas obras fossem publicadas livremente, enquanto Thomas Jefferson repensou o conceito de terra e propriedade na época".

No que diz respeito ao presidente Obama, a futura edição deverá tratar de fronteiras: pessoais, regionais, nacionais, internacionais e além. Visto que este é o foco de muitos debates norte-americanos, com os dois principais candidatos à presidência dos EUA, Hillary Clinton e Donald Trump, discutindo ferrenhamente sobre medidas a respeito de imigrantes ilegais, não há assunto mais atual a ser discutido por um governante, não é mesmo? Ligados à pauta principal, assuntos como medicamentos, direitos civis, direitos internacionais e exploração espacial também devem ser discutidos com Obama.

Barack Obama, Wired

Uma das mulheres mais influentes do mundo e esposa de Barack Obama, Michelle Obama também faz sucesso em redes sociais como o Snapchat (Foto: Reprodução/Michelle Obama)

Além de pauta para a revista, as fronteiras virtuais e físicas também serão o assunto da próxima conferência a ser sediada na Casa Branca. Realizada em conjunto pela Universidade de Pittsburgh e pela Universidade Carneige Mellon no dia 13 de outubro, a conferência irá receber futuros empreendedores para um debate sobre como a tecnologia, incluindo a internet, servem e servirão para intensificar as interações humanas e não criar muros entre determinados grupos e pessoas.

Embora pareça bastante questionável à primeira vista, a escolha de Barack para discutir o tema foi muito bem recebida, principalmente pelo histórico que o presidente tem com a tecnologia: Obama foi um dos primeiros candidatos públicos do mundo a utilizar a internet como principal veículo de comunicação das suas campanhas, lá em 2009. Em seu escritório, Obama apoiou projetos para mapear o cérebro humano e para distribuir internet em altíssimas velocidades para 20 milhões de cidadãos norte-americanos até 2020, por exemplo.

No último ano, o presidente até mesmo jantou com várias personalidades importantes do Vale do Silício, entre elas pessoas como Reid Hoffmann, cofundador do LinkedIn; John Doerr, um investidor anjo especializado em startups de tecnologia e que investiu em companhias como Amazon e Google no seu início; e até mesmo Vinod Khosla, o fundador da Sun Microsystems — empresa que foi comprada pela Oracle em 2008 e é responsável por boa parte de quase todos os sistemas operacionais que temos hoje.

Anos antes, em 2011, quando o presidente estava no seu primeiro mandato (2008 - 2012), ele também jantou com outros líderes da tecnologia. Na imagem abaixo, temos Mark Zuckerberg, CEO do Facebook; Eric Schmidt, ex-CEO do Google e da Alphabet; Steve Jobs, fundador e ex-CEO da Apple; além de várias outras personalidades que já passaram por empresas como Twitter e Netflix. Você consegue adivinhar quem é quem?

Barack Obama, Wired

(Foto: Reprodução/Business Insider)

No papel de editor convidado, Obama deverá auxiliar o editorial da Wired na seleção e confecção de artigos, transitando muitas vezes entre seu papel na redação e seu papel como convidado. Espera-se que o presidente continue defendendo a redução das fronteiras em todos os aspectos, principalmente se levarmos em conta que Donald Trump, um dos principais candidatos à Casa Branca pelo Partido Republicano, defende a criação de cada vez mais barreiras em prol da nacionalização econômica e social do país.

Fontes: Wired, The New York Times