Banda que tocava no Bataclan durante ataque em Paris posta primeiro comunicado

Por Redação | 18.11.2015 às 16:07

A casa de shows Bataclan foi um dos cenários mais sangrentos dos atentados de Paris, realizados pelo Estado Islâmico na última sexta-feira (13). E no palco, estava a banda americana Eagles of Death metal que, nesta quarta (18), publicou seu primeiro comunicado oficial desde os ataques, falando com os fãs por meio do Facebook.

No texto, o grupo afirma ainda estar chocado com os acontecimentos e, principalmente, com a morte de quatro integrantes de sua equipe. Eles dedicaram condolências aos “amigos e fãs” mortos durante o atentado e também às suas famílias. Apesar disso, afirmaram que todos continuam unidos “com um ideal comum de amor e compaixão”.

Apesar de terem dado a entender que os atentados não devem abalar o futuro da banda, o Eagles of Death Metal suspendeu todos os shows restantes de sua turnê europeia – Paris era apenas a primeira parada – assim como outras apresentações, até segunda ordem. Eles já estão de volta aos Estados Unidos, onde devem permanecer indefinidamente.

While the band is now home safe, we are horrified and still trying to come to terms with what happened in France. Our...

Posted by Eagles Of Death Metal on Quarta, 18 de novembro de 2015

A banda também agradeceu às autoridades francesas pelo apoio no momento dos ataques, afirmando que eles foram a prova de que o “amor se sobrepõe ao mal”. O comunicado termina com a frase “Viva a mídia, viva a liberdade, viva a França e viva o Eagles of Death Metal”, escrita em francês.

Apesar de estarem no local onde mais de cem pessoas foram feitas de refém, com 89 mortas, os integrantes do grupo conseguiram escapar pelos bastidores logo após a realização dos primeiros disparos. O empresário da banda, Nick Alexander, e três representantes da gravadora Mercury Records, Thomas Ayad, Marie Mosser e Manu Perez, não tiveram a mesma sorte.

Fonte: Eagles of Death Metal (Facebook)