Aproveita que é de graça! Dicas gratuitas da semana (11/04/2018)

Depositphotos

Em meio a uma crise política em pleno ano de eleições presidenciais, é natural que a população fique um tanto quanto confusa quanto ao que pensar a respeito das notícias no dia a dia. A gente quer estar, sim, sempre bem informado, mas, por outro lado, por vezes podemos não ter uma base para questionar tudo aquilo que estamos lendo. A solução, portanto, é treinar o pensamento crítico.

Mas como? A gente te ajuda! Na seleção com as dicas gratuitas da semana, trazemos sites que nos ajudam a refletir sobre questões sociais e filosóficas, e também indicamos serviços para você desabafar sobre tudo o que te aflige, além de uma super dica para quem usa softwares artísticos da Adobe e uma boa dose de saudosismo quanto a novidades tecnológicas de um passado não muito distante.

O que a arte tem a ver com a filosofia?

A resposta é: tudo! A palavra "filosofia" significa "amor pela sabedoria", e esse campo de estudo explora questões fundamentais relacionadas à existência humana, ao conhecimento, à verdade, a valores e ao universo. E, além de cenas de ação destinadas ao entretenimento, muitas obras do universo artístico, nos mais diversos campos, exploram justamente questões filosóficas em suas tramas e contextos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Então, há um canal no YouTube chamado Quadro em Branco que foi criado justamente para falar de arte, sob um viés filosófico, com pitadas de cultura geek. Segundo os autores do canal, o projeto tem como proposta "preencher o espaço em branco que a arte em geral deixa para interpretação", sendo um prato cheio para quem quiser pensar além do óbvio.

Pensadores africanos, em português

Você já leu alguma coisa produzida por filósofos africanos? Se a resposta for "não", fique sabendo que existe um site chamado Filosofia Africana, criado em 2015, que traduz para o português textos de diversos pensadores do continente.

Ali, há obras de autores como Achille Mbembe, Cheik Anta Diop e Oyèrónké Oyěwùmí, e tudo isso existe de graça na internet graças à iniciativa de Wanderson Flor, professor do Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília. Afinal, não basta estudar filosofia apenas pelo viés de autores europeus e americanos: é preciso considerar pensadores de outros continentes, que darão outras visões sobre temas que intrigam a humanidade.

Vale lembrar que o estudo da história e cultura africana é algo obrigatório no ensino fundamental e também no ensino médio desde o ano de 2003; contudo, o ensino da filosofia ainda é demasiadamente centrado no pensamento europeu. Sendo assim, para todos que não tiveram a oportunidade de estudar a África e seus pensadores com mais afinco enquanto estavam na escola, o site da Filosofia Africana é uma oportunidade de ouro.

Desabafando, depois de pensar demais

Há quem acredite que "a ignorância é uma bênção"; afinal, pensar demais pode deixar uma sensação amarga de desalento ou impotência. Então, se você estudou um texto filosófico e ficou um tanto quanto deprimido com as reflexões que fez, ou ainda, se está se sentindo triste ou ansioso por conta de um problema pessoal, saiba que existem aplicativos que podem te ajudar na hora do desabafo.

Em vez de publicar textões expondo suas angústias mais íntimas nas redes sociais, que tal desabafar com alguém de maneira anônima? Para isso, existe o app Ombro Amigo, disponível para Android. Ali, você pode reclamar sobre qualquer assunto com outra pessoa, sem que nenhuma das partes saiba a identidade da outra.

Já para o iOS, uma alternativa é o app Desabafa Brasil, igualmente anônimo. Afinal, desabafar é saudável, alivia o estresse, e você também pode treinar sua capacidade de ouvir o outro, aprimorando sua capacidade de sentir empatia.

Atalhos de teclado salvam a vida

Ok, usar atalhos de teclado durante a execução de um trabalho no computador não vai literalmente salvar a sua vida, mas que vai tornar o trabalho mais ágil e produtivo, ah, vai! E se você trabalha com os softwares do Adobe Creative Cloud para tratar imagens e vídeos, certamente sabe que a quantidade de recursos é imensa, e fazer tudo somente com o mouse pode atrasar a entrega de um projeto.

Então, Jamie Spencer criou o Ultimate Adobe Creative Cloud Keyboard Shortcuts Cheat Sheet, que é um guia completo com os atalhos de teclado para os softwares artísticos da Adobe (Photoshop, Lightroom, Premiere, After Effects, Illustrator, Indesign, Dreamweaver, Bridge, Flash, Audition e Acrobat).

Pode ser um pouco difícil memorizar tantos comandos assim, de uma só vez, mas basta deixar o guia aberto para conferir qual o atalho em questão sempre que precisar usar uma ferramenta, para, aos poucos, ir decorando tudo sem pressão. Atalhos de teclado reduzem o tempo de trabalho, e é possível economizar um tempo precioso do dia útil apenas contando com essa facilidade.

Tecnologia das antigas

Quem tem mais de 30 anos de idade pode se considerar uma geração privilegiada por ter vivido uma época de imensa transição em um curto período de tempo, tudo graças à rápida evolução da tecnologia no final do século XX (em especial com a chegada dos computadores pessoais). Vimos os mais diversos dispositivos eletrônicos surgirem, evoluírem e causarem uma tremenda transformação na sociedade, mudando nossos hábitos e também impactando áreas como saúde, educação e mercado de trabalho.

E, alimentando a nostalgia dos mais velhos, além de saciar a curiosidade dos "novinhos", o Archive.org disponibiliza em seu acervo todas as publicações da revista norte-americana Byte Magazine, dedicada a noticiar as últimas novidades tecnológicas entre os anos de 1975 e 1998. O mais bacana é ver que, de certa forma, a revista fez previsões sobre "tecnologias do futuro" que, hoje, são realidade, como os tablets e smartwatches, por exemplo.

Ali, podemos conferir as edições completas, incluindo textos e imagens com artes que, na época, eram super modernas, mas hoje fazem parte do conceito "vintage". Mas o que chama ainda mais atenção, ao folhear as páginas da Byte, são os anúncios publicitários, mostrando novidades "das antigas" sendo anunciadas quando eram a última sensação do mercado.

Anúncio de 1991 do Microsoft Mouse, com explicações em texto sobre seu funcionamento, para quem ainda não estava habituado a usar mouse no computador (Imagem: Archive.org)
Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.