Agora é possível enviar reclamações via internet para o Procon SP

Por Redação | 08 de Agosto de 2016 às 17h21
Divulgação

Moradores da cidade de São Paulo agora contam com uma novidade que promete facilitar o envio de reclamações sobre produtos e serviços contratados ou adquiridos na capital paulista. Trata-se do Procon Paulistano, uma plataforma totalmente digital que, além de receber essas notificações, também vai oferecer informações sobre as principais legislações municipais, estaduais e federais sobre defesa do consumidor.

O novo órgão será dividido em áreas voltadas para estudos e pesquisa, atendimento, fiscalização, Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) e Ações Coletivas, além de câmaras técnicas. Segundo seu diretor, Ricardo Ferrari Nogueira, o Procon vai acelerar o contato entre consumidor e fornecedor. A página também conta com uma seção na qual é possível tirar dúvidas sobre mais de 30 assuntos diferentes ligados aos direitos do consumidor que estão previstos em lei.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Por enquanto, o serviço está disponível apenas em São Paulo, mas o Procon afirma que poderá atuar junto a fornecedores de outros estados. O órgão conta com a estrutura da Procuradoria Geral do Município (PGM) e com a base de dados do consumidor.gov, plataforma da Secretaria Nacional do Consumidor, ligada ao Ministério da Justiça.

O Procon Paulistano foi colocado em uma consulta pública em fevereiro deste ano. Um mês depois, no dia 15 de março – conhecido como o Dia Mundial do Consumidor –, o prefeito Fernando Haddad (PT) criou por decreto o projeto. Na época, o secretário municipal de Negócios Jurídicos, Robinson Barreirinhas, disse que, inicialmente, a atuação do setor será limitada em relação a queixas de grandes empresas porque estas já estão cadastradas na Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor.

Outra característica é que as reclamações só serão feitas pela internet, e não haverá atendimento pessoal ou por telefone. O Procon Paulistano poderá atuar em casos que não sejam solucionados pelo órgão nacional ou ainda no caso de empresas não cadastradas na secretaria. Além disso, Barreirinhas afirmou que o órgão vai fazer a intermediação de soluções entre empresas e consumidores e poderá realizar ações civis públicas (ACPs) ou propor termos de ajustamento de conduta (TACs).

"O Procon estadual tem uma presença forte no atendimento presencial, que é muito importante. A maior parte do atendimento é por telefone, que também é muito importante. O nosso foco é de complementaridade. O Procon estadual também já está consolidado como órgão de fiscalização, de punição e sanção. Esse não vai ser o foco do Procon Municipal, que terá atendimento completamente digital por meio da internet. Queremos focar na mediação, e não na fiscalização, porque o cidadão compra um produto com defeito e quer que aquele produto seja trocado", disse Barreirinhas.

Fonte: TeleSíntese, com informações da Prefeitura de São Paulo, G1

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.