YouTube Originals deverá ter programação voltada ao público infantil

Por Redação | 07.10.2014 às 18:08

Em busca de uma programação mais exclusiva e diferenciada, o YouTube voltou recentemente a buscar direcionar investimentos para pera pessoas que estejam interessadas em criar conteúdo original pra o maior site de vídeo do mundo. E, aparentemente, chegar ao o público infantil é um dos objetivos.

Os indícios de interesse do YouTube em programação infantil não são tanta novidade. Desde março desse ano, rumores a respeito do desenvolvimento de uma versão do site criada para ser compatível com usuários menores de 13 anos – com restrições de vídeos com conteúdo violento, racista ou sexualizado – já começavam a aparecer. Agora um outro indicador de que este seja mesmo o caminho que a companhia quer seguir apareceu: o Google, proprietário do YouTube, anunciou em seu painel de oportunidades de emprego uma vaga para Chefe de Entretenimento familiar e Ensino, para trabalhar com a equipe do YouTube Originals.

YouTube Originals é a nova versão do projeto do YouTube para levar conteúdo exclusivo para as pessoas. A empresa pretende contratar criadores de conteúdo para que uma programação mais ambiciosa e profissionalizada do que o que está disponível hoje no site seja produzida.

Segundo o Re/code, nesta rodada de negociação, os responsáveis pela administração YouTube estão mais focados na contratação de estrelas consolidadas do YouTube, que possuem grande apelo entre os adolescentes e o público jovem em geral. Mas, considerando o sucesso da progamação infantil em plataformas concorrentes – como o Netflix e a Amazon – e o fato de que as grandes produtoras para público infantil – como a Disney e a Vila Sésamo – têm registrado um grande número de visualizações no próprio YouTube, investimentos voltados a essa faixa etária são sem dúvidas um bom negócio.

“Por anos vimos força no YouTube para educação e entretenimento familiar. Esta vaga irá nos ajudar a aumentar estas ofertas de conteúdo”, comentou um representante da companhia a respeito dos novos investimentos no público infantil.