Tecnologia de diminuição de ruídos em fones pode aumentar velocidade da internet

Por Redação | 01 de Junho de 2013 às 17h28

A tecnologia empregada nos fones de ouvido para reduzir os ruídos externos pode ser empregada com sucesso em cabos de fibra ótica para aumentar a velocidade de conexão da internet, como afirmam pesquisadores de Nova Jersey, Estados Unidos. Com isso, as conexões poderiam ser até 400 vezes mais rápidas do que o Google Fiber, serviço do Google que oferece transmissão de dados a 1 Gigabit por segundo. As informações são da BBC.

Os fones de ouvido com a tecnologia possuem microfones integrados que são capazes de captar os sons externos e emitem uma onda sonora com uma frequência invertida da que foi registrada, garantindo assim que os ruídos sejam neutralizados. O objetivo dos pesquisadores é utilizar a mesma técnica nos cabos óticos, trocando as ondas sonoras por luz, que é a responsável pela transmissão de dados nessa tecnologia.

Com base nisso, os cabos de fibra ótica irão carregar dois raios de luz espelhados e não apenas um como acontece atualmente. Assim que forem disparados, os raios seriam capazes de acumular os ruídos externos em todo o trajeto até se encontrarem no final, onde as interferências seriam completamente canceladas, garantindo que o sinal chegasse ao seu destino sem perdas e aumentando a confiabilidade da rede.

"Esse conceito é bem fácil de entender, mas, surpreendentemente, ninguém fez isso até agora", afirmou Xinag Liu, coordenador do projeto publicado na Nature Photonics. Os dois raios reunidos também seriam capazes de ampliar a velocidade da conexão, já que os dois são quatro vezes mais rápidos do que apenas um raio.

Nos primeiros testes com a tecnologia, os pesquisadores conseguiram enviar um sinal de 400 Gigabits por segundo ao longo de 12,8 mil quilômetros de fibra ótica sem perder qualidade. A distância consegue ser maior do que o mais longo cabo transoceânico existente.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.