Sinditelebrasil: banda larga móvel cresceu 54% no Brasil no último ano

Por Redação | 03 de Dezembro de 2014 às 17h47

Um balanço divulgado nesta quarta-feira (04) pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil) reforça a tendência de proximidade dos brasileiros com a internet.

O presidente executivo do Sinditelebrasil, Eduardo Levy, destacou o gosto do brasileiro pelas redes sociais e pelo download de vídeos e filmes, afirmando que o Brasil é um dos campeões mundiais nessas interações. Segundo ele, houve um crescimento de 54% nos serviços de banda larga móvel no país entre outubro de 2013 e outubro de 2014 e o aumento fez o número de acessos à internet ir de 100,8 milhões para 155,3 milhões. As informações são do EBC.

Se considerar banda larga móvel e fixa, o crescimento no período foi de 46%, mas Levy destaca que 85% de toda a base de banda larga no país é móvel. Segundo os dados do sindicato, foram habilitadas cerca de 100 milhões de novas linhas de banda larga no país nos últimos dois anos. Para as operadoras, o mercado tende a crescer e ainda há espaço para novos consumidores, visto que no Brasil tem cerca de 159 milhões de habitantes acima dos 10 anos de idade.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

“Essa é uma mudança de hábitos que, no futuro, vai trazer uma condição socioeconômica interessante para as pessoas. Ainda falta muito para chegarmos a uma massificação completa, mas o país quer mobilidade”, afirmou Levy.

O crescimento também foi visto na telefonia móvel, com 279 milhões de linhas de celulares registradas até outubro, o que representa um crescimento de 3% em comparação com as 270 milhões de linhas em outubro de 2013. Já a telefonia fixa teve um crescimento de 2%, indo de 45 milhões em outubro do ano passado, para 46 milhões de linhas no mesmo mês neste ano. Uma das explicações para o aumento é o crescimento na oferta de combos pelas operadoras.

Segundo Lexy, a tendência é que locais com grande concentração de pessoas como shoppings e aeroportos deem suporte ao tráfego de dados por redes sem fio. “O crescimento do tráfego de dados é tão grande que, nos pontos onde há muita concentração, a única forma de escoar o tráfego e evitar congestionamentos é pela rede Wi-Fi”.

Com a demanda em crescimento constante, o investimento também foi ampliado. Como destaca o Sinditelebrasil, até setembro deste ano houve um crescimento de 8% nos investimentos se comparado com o mesmo período em 2013. Só neste ano, foram investidos R$ 19 bilhões, enquanto no ano passado esse valor foi R$ 17,6 bilhões.

A receita do setor também cresceu, indo de R$ 167 bilhões em setembro de 2013 para R$ 174 bilhões neste ano - um aumento de 4%. Parte do crescimento se deu graças ao aumento de 13% nas assinaturas de TVs pagas, cujo número de assinantes saltará de 18 milhões em 2013 para estimados 20 milhões até o fim deste ano, segundo o sindicato.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.