Qual a situação atual da internet?

Por Colaborador externo | 11 de Setembro de 2014 às 09h50

André Gonçalves*

O papel da internet mudou nossas vidas radicalmente desde seu início até hoje. Desde o primeiro e-mail em 1971, a criação do primeiro site em 1983, a chegada ao primeiro milhão de usuários no mundo em 1998, até a atualidade.

Hoje, é possível dizer que a internet é fundamental para a vida profissional e pessoal. Sem ela é praticamente impossível trabalhar e, além disso, perdemos uma série de facilidades que estamos completamente acostumados. Por exemplo, quem nunca desistiu de se hospedar em um determinado hotel durante as férias ao perceber que ele não possui site? Quem não fica satisfeito ao poder comprar os produtos de sua marca favorita com toda a comodidade da sua casa e com entrega em domicílio? Como é um dia de trabalho em qualquer escritório se há alguma falha na conexão de internet?

Plataformas com a tecnologia inteligente multi-path permitem hand-off automático wireless e 3G/4G para usuários de dispositivos móveis, ou seja, em caso de perda de sinal wireless é feita a conexão automática na rede 3G/4G sem qualquer interferência nas atividades do internauta.

Ao mesmo tempo, com a internet excedendo os limites do PC, cada vez mais as empresas incrementam a sua presença online de diversas maneiras: redes sociais, e-commerce etc, uma vez que a participação das pessoas na rede continua crescendo. A mobilidade é uma tendência mundial e cada vez mais as pessoas desejam e necessitam utilizar quaisquer dispositivos e aplicativos em qualquer lugar, seja para assuntos profissionais ou lazer.

Este crescimento da vida online está levando as empresas a uma nova revolução da internet. Entre o que elas deverão enfrentar estão os seguintes aspectos:

Existem mais sites do que endereços de IP disponíveis. Por isso, já existe a intenção de implantar o IPV6 que permite uma quantidade muito maior de endereços host e deverá substituir o IPV4.

O protocolo HTTP é limitado em relação à maneira como a internet é utilizada atualmente. Por isso, já existem diferentes testes para agilizar o acesso, uma delas é o SPDY, que reduz o tempo gasto para carregar uma página da web, convertendo os pedidos de entrada no servidor como HTTP, mas mantendo a redução de consumo da banda e acelerando a comunicação entre usuário e servidor em até 64%.

Estes dois aspectos desafiam as empresas a modernizarem suas plataformas para que estejam preparadas para o aumento do uso da rede e possam garantir maior segurança a seus clientes e investir em um novo formato de data Center, caso não estejam preparadas para suportar o IPV6 e o novo protocolo.

O universo tecnológico está sempre suscetível a novas mudanças com o intuito de modernizar processos e tornar mais fácil a vida pessoal e profissional. Garantir que a empresa acompanhe essas modificações significa utilizar o melhor da tecnologia a seu favor e fazer dela um item fundamental para a estratégia de negócios.

*André Gonçalves é especialista em Vendas de Soluções de Networking da Citrix.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.