Quais são as vantagens de se hospedar um site em data centers brasileiros?

Por Pedro Cipoli | 19 de Agosto de 2013 às 14h14

Para muitas empresas, o processo de escolher o local de hospedagem gera dúvidas. Afinal, vale a pena fazer questão de hospedar um site no Brasil? Se sim, quais são as vantagens de escolher um hosting nacional?

"A grande diferença entre hospedar um site no Brasil ou no exterior é o tempo de resposta que esse site vai ter", explica Camila Kamimura, gerente de marketing de produtos da Locaweb. Isso significa, basicamente, o seguinte: quando navegamos na internet e esperamos uma página carregar, parte dessa demora se deve ao tempo de acesso, ou latência, que esse site tem antes de começar o download dos dados. Embora o download de dados em si seja pouco dependente da distância do servidor, o tempo de acesso varia bastante se o site está hospedado aqui no Brasil ou no Canadá, por exemplo.

"Se estamos falando de um site pequeno a diferença é bastante pequena, às vezes imperceptível para o usuário. Porém, em um site de e-commerce isso pode significar a perda de uma transação e, consequentemente, de dinheiro", comenta Camila. Ou seja, é importante colocar as coisas na balança. Se estamos falando de um blog com poucos acessos diários não há necessidade de mudar de plano, mas também nada de economizar se ele está crescendo e o tempo de acesso passa a crescer com um hosting no exterior.

Qual é a hora de garantir a hospedagem de seus dados por aqui?

Nas palavras de Camila, hospedar aqui é "para quem precisa de alta disponibilidade, de um tempo de resposta menor e para quem vai ter uma dinâmica de atualização de conteúdo muito mais rápida". É a realidade de grandes portais de conteúdo e e-commerce, por exemplo. Hospedar no exterior traz alguns problemas adicionais também, como é o caso do suporte técnico em inglês – mais um ponto a favor dos hosts brasileiros. "Hospedar no Brasil é uma vantagem pelo lado técnico, e também, se você precisar de ajuda, tem alguém para te ajudar na sua língua nativa".

Olhando os fatos dessa maneira, parece estranho que muitos hospedem seus sites no exterior, mas não é. O principal ponto que muitos levam em consideração na hora de escolher seu provedor é o preço, algo que nunca foi muito vantajoso por aqui. Em alguns casos, o preço da hospedagem chega a ser duas ou até três vezes mais caro do que o mesmo plano do exterior. Só que Camila faz uma observação: "Alguns provedores internacionais, muitos deles nos Estados Unidos, trazem preços muito agressivos, mas em dólar. Se o câmbio variar, esse serviço acaba saindo mais caro. Outro ponto importante é a questão dos impostos. Todos os serviços aqui do Brasil têm uma carga tributária que os provedores são obrigados a arcar".

Hosting 01

Aqui há um ponto chave que muita gente desconhece. "No caso dos provedores externos, fica totalmente na responsabilidade do cliente que contrata esse serviço recolher esses impostos, algo que pouquíssima gente sabe e que acaba não seguindo a legislação em vigor", diz Camila. Isso não significa que seja uma transação completamente ilegal, mas sim que não está totalmente de acordo com a legislação em vigor. Em outras palavras, o Governo não arrecada nada se você tem um site hospedado lá fora.

Porém, uma coisa é obrigação de qualquer provedor de acesso, seja do Brasil ou de qualquer outro lugar do mundo: a segurança dos dados. Além disso, quando contratamos um provedor do exterior e não sabemos direito como ele funciona, podemos concordar com termos que não temos o direito de reclamar depois (ah, as pequenas letras dos contratos!)

E você, usuário? Possui seus dados hospedados aqui no Brasil ou no exterior? Conte-nos o que acha nos comentários!

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.