Principais tendências Wi-Fi: previsões 2015 para o setor corporativo

Por Colaborador externo | 03 de Dezembro de 2014 às 09h45
photo_camera Make Use Of

por Salah Nassar*

A tecnologia Wi-Fi está tendo um grande e contínuo impacto sobre os consumidores, sejam empresas, locais públicos ou fornecedores de todos os tipos de serviços. A revolução dos smartphones continua a refazer a paisagem “sem fio”, onde usuários de todas as regiões e de todas as classes socioeconômicas migram para esses dispositivos, que podem fazer muito mais que uma chamada de voz. De fato, pesquisas recentes descobriram que a chamada de voz não está nem no top 5 das atividades que são comumente feitas com smartphones.

Agora, nós vivemos em um mundo wireless centrado em dados e nenhuma tecnologia é mais adequada para enfrentar esta realidade que o Wi-Fi. É uma tecnologia que os usuários procuram em qualquer empresa ou local público que eles entram. O Wi-Fi, em muitos aspectos, se tornou um serviço público. É como água ou eletricidade, você espera que ele esteja lá correndo e se não houver, você está em uma séria desvantagem de qualidade de vida. No caso do mundo dos negócios, a falta de Wi-Fi confiável é uma séria desvantagem competitiva. Isto é especialmente verdadeiro em hotelaria, onde nós escolhemos hotéis com base na qualidade do serviço Wi-Fi gratuito. Esta tendência oferece enorme oportunidade para as empresas.

1. 2015 será o ano da 802.11ac. Agora que a tecnologia 802.11ac para o mercado consumidor e handhelds é comum, empresas, locais de trabalho, organizações e escolas estão se apressando para apoiá-la. A adoção de dispositivos inteligentes 802.11ac de consumo combinado com o crescimento contínuo do BYOD está forçando as organizações a migrar para a infraestrutura Wi-Fi suportado-11ac, mais cedo ou mais tarde.

2. Rentabilizar a WLAN significa cobrança pelo uso WLAN. Hoje, as organizações têm a opção de adicionar serviços como análise, localização, publicidade e marketing como novas formas de monetização. Estes serviços podem se beneficiar muito do uso de WLAN para entender melhor informações básicas, como as tendências do mercado, o movimento de clientes e dados demográficos. Vamos ver o crescimento contínuo dessas novas formas de rentabilizar os investimentos de infraestrutura Wi-Fi em 2015.

3. Corte nos custos com centros de dados, reduzindo encargos com imóveis e instalações, impulsionando a demanda por virtualização. Para o mercado sem fio, a virtualização oferece outro nível de resistência que está ligado ao modelo de alta disponibilidade de Data Center. A virtualização também reduz os investimentos em bens de capital para muitas tecnologias, o que abre as portas para serviços gerenciados.

4. A nuvem vai continuar a fornecer revendedores de valor agregado, que são serviços fáceis de implementar para os clientes que preferem o Wi-Fi como um serviço. As pequenas empresas poderão receber informações, tais como serviços baseados em localização (LBS) e acesso seguro.

5. A tecnologia baseada em Hotspot 2.0 (por exemplo, Passpoint) continuará a ser adotada por mercados verticais que fornecem acesso Wi-Fi público, como hotelaria e transporte, bem como empresas em geral. Com Hotspot 2.0 mais e mais clientes serão capazes fazer roaming em redes Wi-Fi com simplicidade e segurança.

*Salah Nassar é gerente sênior do Enterprise Product Marketing, Ruckus Wireless

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.