Primeiro cabo intercontinental de 100Gbps começa a ser testado

Por Redação | 10 de Junho de 2013 às 10h41

O primeiro submarino cabo de transmissão intercontinental de 100Gbps, que atravessa o Atlântico Norte, começou a ser testado pela comunidade de pesquisa e educação da União Europeia. O teste foi lançado como parte da Conferência de Redes TERENA em Maastrich, na Holanda, e conta com demonstrações também realizadas nos Estados Unidos. As informações são do The Register.

O projeto, intitulado Advanced North Atlantic 100G Pilot (ANA 100G), conta com o apoio de outras instituições como Internet2, ESnet, NORDUnet, SURFnet, CANARIE e GEANT. Até o momento, muitos participantes do projeto haviam conseguido atingir a velocidade de 100Gbps de transmissão apenas dentro de suas fronteiras, enquanto as ligações transatlânticas não passavam de 10Gbps.

Para a construção do cabo, a Ciena e a Juniper ofereceram os kits, com a primeira empresa tendo concedido uma versão de 100Gbps do seu transponder WaveLogic3. Os pesquisadores afirmam que ao longo dos próximos doze meses novos testes com o cabo transmissor devem ser realizados, dessa vez ligando outras regiões como a LAN MAN em Nova York, Estados Unidos, e a Netherlight em Amsterdã, Holanda.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

A implantação do cabo e os testes com a nova velocidade de transmissão foram anunciados em abril deste ano e, na época, a colaboração entre União Europeia e Estados Unidos foi a justificativa escolhida para reforçar a necessidade de criação de um cabo transatlântico veloz. "Estamos ansiosos para conectar ao CERN, a casa do grande Colisor de Hádrons — bem como outras organizações europeias — a 100Gbps", afirmou Greg Bell, diretor da ESnet. "Como a ESnet já opera um teste independente de 100Gbps de costa a costa, nós vamos ser capazes de usar o novo link para testar altas velocidades, caminhos de muita latência e fluxos de trabalho, por exemplo, entre o National Energy Research Scientific Computing Center (NERSC) do DOE na Califórnia e outras regiões da Europa. Prevejo experimentos com diversas demonstrações entre outros laboratórios nacionais de pesquisa".

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.