Pesquisa revela que redes 3G cresceram 65% na América Latina em 2013

Por Redação | 13.03.2014 às 10:20

No ano de 2013, a América Latina registrou o impressionante crescimento de 65% nas redes 3G, resultando em um total de 192 milhões de conexões na região. Somente no último trimestre, foram registradas 25 milhões novas assinaturas. Os dados são de um levantamento feito pela Informa Telecoms e Media, empresa provedora de serviços especializados para as telecoms.

Nas Américas, o crescimento da banda larga móvel chegou próximo aos 50% no último ano, totalizando 417 milhões de conexões até o final de 2013. Desse total, 314 milhões de conexões são feitas através da rede 3G, o que representa 38% de todas as conexões móveis na região.

No Brasil, a Anatel divulga que o número de conexões 3G já ultrapassa a marca de 94 milhões de acessos, o que representa mais da metade de toda a base de terceira geração da América Latina.

Segundo o Teletime, a 4G Americas registrou 1,7 milhão de conexões 4G na América Latina no ano passado, um mercado que é liderado pelo Brasil. A previsão é que os acessos LTE ultrapassem os 82,4 milhões até 2018.

Enquanto isso, o 2G está em declínio permanente. A tecnologia diminuiu 9,6% no último ano, perdendo cerca de 55 milhões de acessos. A queda do 2G se deve ao constante crescimento e popularização de redes mais velozes, como o próprio 3G. Globalmente, estima-se que existam mais de 6,8 bilhões de conexões móveis, se somadas todas as tecnologias.