Para os brasileiros, Internet já é a mídia mais influente em publicidade

Por Redação | 10 de Maio de 2013 às 06h15

Em uma pesquisa feita pela ComScore em parceria com o IAB Brasil, 88% dos brasileiros responderam que a Internet é a mídia mais importante para conseguir informações. Foram ouvidas 2009 pessoas, com idade superior a 15 anos. Os dados da pesquisa foram divididos em quatro categorias: consumo geral de mídia, uso digital, consumo simultâneo de Internet e TV e publicidade e comportamento de consumo.

Com relação ao consumo de mídia, nota-se que houve um aumento de importância em todos os tipos de mídia, mas a Internet é considerada por 88% dos participantes o tipo de mídia mais importante, superando com grande margem a televisão, revistas e jornais. 40% dos entrevistados revelaram que passam pelo menos duas horas por dia navegando, enquanto apenas 27% passam o mesmo tempo assistindo televisão.

Ao considerar o lar dos brasileiros, a Internet também é a mais utilizada das mídias. Tal fato se deve, principalmente, à importância que vêm ganhando os dispositivos móveis e tablets nas diversas situações cotidianas. O uso destes dispositivos está alterando também a maneira como os brasileiros consomem o conteúdo de televisão. Hoje, 73% do público on-line no Brasil usa a Internet enquanto assiste a programas de TV. Desses, metade garante prestar igual atenção à Internet e à TV. Já a outra metade revela uma visível inclinação para a Internet. Entre os entrevistados que navegam pela Internet por meio dos notebooks enquanto assistem à TV, 56% realizam atividades não relacionadas aos programas a que estão assistindo. Quando a navegação é feita por smartphone, esse número cai para 48% e para 47% quando é feita via tablet.

A principal conclusão do estudo é a forma como os brasileiros conectados percebem as campanhas publicitárias digitais. Comparada com a publicidade em televisão, a publicidade digital foi considerada menos incômoda (32% contra 18%), mais informativa (50% contra 21%), mais criativa (49% contra 40%), mais crível (38% contra 29%) e mais evidente (45% contra 36%). Os filmes produzidos para TV ficam na frente somente no quesito campanhas mais memoráveis (48% contra 33%). O que faz sentido, levando em conta o fato de que publicidade em TV tem mais de 40 anos, enquanto internet ainda não chegou nos 20.

Para Marcelo Lobianco, vice presidente executivo do IAB Brasil, “Esse é um resultado muito importante, pois nos mostra que o trabalho em publicidade online tem melhorado e atingido o público alvo de forma mais efetiva. Somado a isso, o fato de 84% dos participantes afirmarem já ter comprado algum produto online - seja por meio de computador/laptop, smartphone ou tablet – demonstra que o brasileiro está perdendo o 'medo' de utilizar a Internet para ações além de navegar e acessar redes sociais”.

Outro diferencial, entre os resultados desse ano e do anterior, é a porcentagem de consumidores que concordam que os anúncios online os motivaram a visitar lojas físicas dos produtos anunciados. Enquanto em 2012 56% dos participantes concordaram ter sido influenciados por anúncios digitais a visitarem lojas físicas, em 2013 essa porcentagem já saltou para 66%.

“Perceber que os brasileiros estão mais abertos para a comunicação e consumo online dá um fôlego especial aos profissionais que trabalham com esse tipo de mídia, pois fica claro que esse é um campo que ainda apresenta várias possibilidades que precisam e serão exploradas de forma mais ampla”, conclui Lobianco.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.