Operadoras terão de entregar pelo menos 80% da velocidade de internet contratada

Por Redação | 03.11.2014 às 10:34

Desde o último sábado (01) as operadoras estão tendo que atender a uma nova regra de limite mínimo de velocidade de internet. Pela regra definida pela Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel), 80% é a taxa mínima de velocidade que as empresas devem fornecer aos seus clientes de banda larga fixa e móvel.

Isso significa que em um plano de 10 Mbps a média mensal de velocidade fornecida dever ser de pelo menos 8 Mbps. Para medir a qualidade de conexão, a Anatel aplica dois parâmetros: a taxa de transmissão instantânea e a taxa de transmissão média. Essa média é tida com base na taxa de transmissão instantânea, que representa o momento exato em que a conexão é medida. Neste caso, a taxa de transmissão mínima seria de 4 Mbps, mas a velocidade oferecida no restante do mês deve compensar para que a operadora cumpra a meta exigida.

Em parceria com usuários que se inscreveram no programa Brasil Banda Larga, o órgão realiza medições durante todo mês para poder estabelecer um nível de qualidade da conexão por meio dos roteadores instalados nas casas dos clientes.

Já para as conexões móveis, as medições são feitas em escolas atendidas pelo projeto Banda Larga nas Escolas Públicas Urbanas. Assim, os consumidores que desejam monitorar a qualidade da internet móvel em seu tablet ou smartphone podem utilizar o aplicativo Brasil Banda Larga para Android ou iOS.

Estes novos parâmetros fazem parte de um projeto que visa melhorar gradativamente a qualidade do serviço de banda larga no Brasil. Desde 2012, as operadoras devem cumprir as regras de qualidade do serviço. No início do projeto, o limite da velocidade média era de 60% e, em 2013, passou a ser de 70%. Antes que essa determinação entrasse em vigor, as operadoras eram obrigadas a disponibilizar apenas 10% da velocidade de internet contratada pelos consumidores.

As novas exigências feitas pela Anatel trazem um maior investimento no setor de telecomunicações, já que as operadoras que prestam serviço de banda larga fixa e móvel devem investir em suas estruturas para garantir a velocidade mínima para seus clientes.

Fonte: https://tecnoblog.net/168730/anatel-velocidade-contratada-banda-larga-80/http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/10/empresas-terao-que-entregar-80-da-velocidade-contratada-na-banda-larga.htmlhttp://veja.abril.com.br/noticia/vida-digital/operadoras-