Ex-Googler Hugo Barra fala sobre sua primeira semana na Xiaomi

Por Redação | 15 de Outubro de 2013 às 15h45

Hugo Barra, o brasileiro ex-vice-presidente do Android no Google e atual vice-presidente global da Xiaomi, completou sua primeira semana de trabalho na fabricante chinesa de smarthphones e compartilhou sua "jornada muito intensa" em um post no Google+.

Barra diz que a Xiaomi é bem parecida com o Google – com os engenheiros sempre ocupados, trabalhando madrugada adentro. Ele disse ainda que "as equipes são pequenas e heterogêneas, e que velocidade (tanto na UX quanto na execução) é sempre uma prioridade".

A Xiaomi tem crescido muito ultimamente, apesar de só ter sido fundada há três anos e lançado seu primeiro dispositivo em 2011. Sua receita no primeiro semestre de 2013 atingiu US$ 2,15 bilhões depois de vender mais de 7 milhões de dispositivos – praticamente a mesma quantidade vendida durante todo o ano de 2012.

O cofundador da Xiaomi, Bin LinLin, disse em uma entrevista recente ao The Next Web que o trabalho de Barra na empresa é descobrir em qual região eles devem investir e como. Levando em conta que diferentes países possuem diferentes necessidades, o brasileiro precisa se concentrar no que os potenciais clientes querem em termos de design de software e hardware antes de começar a trabalhar na expansão internacional da Xiaomi.

Parece que a estratégia de Barra para alavancar a Xiaomi no exterior será baseada no fato de a empresa chinesa ser "insanamente focada" nos usuários. "Todos na Xiaomi – engenheiros, designers e profissionais de marketing – são insanamente focados nos usuários e em 'fazer a coisa certa'. Temos um termo especial para os nossos usuários – nós os chamados de 'Mi fãs', e os 'Mi fãs' sempre vêm em primeiro lugar", disse o executivo. O termo 'Mi fãs' se refere aos smartphones da linha Mi, fabricados pela companhia chinesa e que são um sucesso de vendas.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.