Novo serviço de Kim Dotcom trocará impressões de propagandas por músicas

Por Redação | 25 de Novembro de 2013 às 12h55

Depois de deixar a diretoria do Mega no início de setembro, Kim Dotcom anunciou nesta semana que lançará em breve o Baboom, seu novo serviço de música. O projeto, que chegou a ser nomeado anteriormente de Megabox por usuários, está previsto para chegar à web na sua versão beta em janeiro de 2014.

Em entrevista à revista Wired UK, Dotcom disse que o Baboom funcionará de maneira mista. Sendo assim, o usuário poderá comprar músicas com dinheiro ou ainda experimentar um sistema de recompensas. Neste segundo caso, ele se baseia em impressões de anúncios, isto é, a cada certo número de propagandas visualizadas, o internauta acumula créditos que poderá trocar por músicas.

Segundo o empresário, a ideia é boa porque beneficia não só os usuários que já veem essas propagandas todos os dias, mas também os artistas. "Estamos fazendo um concorrente híbrido de iTunes e Spotify, que permite que artistas vendam diretamente para a sua base de fãs e mantenham 90% das vendas. Em cima disso, vamos ser o primeiro site que oferece uma solução para os artistas ganharem dinheiro, mesmo quando oferecemos música de graça", disse. Ele ainda estima que para uma pessoa com hábitos normais de navegação, seja possível baixar até 10 álbuns gratuitos por ano.

Para que isso funcione, Dotcom explica que o Baboom substituiu anúncios normais da internet pelos controlados pelo sistema por meio de um plugin. "Assim como os anunciantes vão atrás do AdWords para comprar anúncios do Google para determinados termos de pesquisa, eles serão capazes de vir até nós e comprar esses anúncios pela metade do preço e ainda ter anúncios exibidos contra as mesmas palavras-chave", completa.

Ainda de acordo com o fundador do extinto Megaupload, o projeto está em processo de criação há mais de três anos e conta com uma equipe de 22 pessoas em Portugal. Após o lançamento da versão beta, o Baboom deve levar mais alguns meses para ser estabilizado e disponibilizar o serviço completo.

Vale lembrar que além de nomes como Spotify, Pandora, Rdio e Google Play, outros gigantes da tecnologia estão interessados em lançar seu próprio serviço de música. Dentre eles está o YouTube, que segundo rumores recentes, pode lançar a novidade ainda neste ano.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.