Novo padrão de ADSL G.fast poderá trazer velocidades de até 1 Gbps

Por Redação | 01 de Janeiro de 2014 às 14h26

A União Internacional de Telecomunicações anunciou recentemente o primeiro estágio para aprovação do novo padrão G.fast, que eventualmente substituirá o ADSL.

O ADSL foi a salvação para a internet discada. A tecnologia chegou em 1999, e fornecia até 8 Mbps de download utilizando as mesmas linhas telefônicas da discada através de técnicas de modulação de sinais em diferentes faixas de frequência.

A tecnologia foi avançando com o tempo, e hoje temos velocidades mais altas, e o máximo que pode ser alcançado com o sistema atualmente é cerca de 200 MBps.

Com o G.fast, o pico será de 1 Gbps. Atualmente, velocidades como essas só podem ser atingidas com cabeamento de fibra ótica, mas os custos são bem elevados. O novo padrão virá como um meio termo, combinando alguns trechos de fibra ótica com cabos de cobre comuns e outras técnicas avançadas de modulação de sinais.

Porém a tecnologia ainda não está pronta, pois sua faixa de frequência atual vai de 87.5 até 108 MHz, e interfere nas transmissões de rádio FM. Além disso, o alcance será pequeno, apenas 250 metros, devido a interferências e outros problemas físicos.

Enquanto o pico fisicamente possível será de 1 Gbps, a velocidade real será na casa dos 500 Mbps, ainda assim altíssimo em relação ao que temos hoje.

Agora resta saber quando a tecnologia chegará ao Brasil, e qual será o custo de implantação e utilização do serviço.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.