Netflix planeja adicionar ferramentas sociais ao serviço em 2013

Por Redação | 27 de Dezembro de 2012 às 12h26
photo_camera The Next Web

O serviço de streaming de vídeos Netflix afirmou nesta quarta-feira (26) que planeja adicionar ferramentas sociais ao seu sistema para os usuários norte-americanos a partir de 2013. No entanto, o presidente Barack Obama ainda precisa assinar uma atualização para a Lei de Proteção à Privacidade em Vídeo, e com a assinatura, serviços como o Netflix poderão se integrar ao Facebook, por exemplo.

A empresa permite que usuários fora dos Estados Unidos compartilhem o que estão assistindo, ouvindo ou lendo com seus amigos no Facebook, mas nos EUA o recurso de integração do serviço de vídeo com redes sociais é proibido por lei - algo que poderá mudar com a revisão do artigo.

Segundo o The Next Web, a lei foi assinada pelo então presidente Ronald Reagan em 1988 e visava evitar que as informações de locação de fitas cassetes (e dos futuros DVDs) fosse exposta. Além disso, a lei também exige o consentimento do consumidor para que suas informações sejam divulgadas e compartilhadas em qualquer lugar.

A nova lei, aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado, altera os termos antigos da Lei de Proteção garantindo que os consumidores possam optar pela divulgação de seus dados em outros meios online sem a apresentação de um consentimento por escrito. Com isso, o Netflix poderá se integrar também ao Facebook em seu país de origem.

O mercado norte-americano é o principal do Netflix e, com a integração com o Facebook a partir de seu aplicativo social, a empresa planeja aumentar o engajamento de seus usuários e expandir seu serviço.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!