Mark Zuckerberg, o dono do Facebook

Por Ultradownloads | 22 de Fevereiro de 2012 às 16h42

Mark Zuckerberg

A rede social mais badalada do mundo foi fundada por um jovem criativo, fã de arte e de cultura, que hoje é um dos homens mais ricos do mundo (com fortuna estimada em quase US$ 18 bilhões). Mark Elliot Zuckerberg, nascido em White Plains, 14 de maio de 1984, é programador, empresário e também filantropo.

O que o levou a sua grande fama mundial foi a criação do Facebook, a rede social de maior sucesso de todos os tempos. Zuckerberg foi eleito o homem do ano em 2011, pela revista Times, e hoje é ídolo de muita gente, já que conseguiu que sua empressa atingisse um crescimento de progressões astronômicas em pouquíssimo tempo.

Zuckerberg nasceu no estado de Nova York, e embora tivesse origem judaica, assumiu ser ateu antes mesmo de completar seu décimo terceiro ano de vida. O garoto era um prodígio na escola: na Ardsley High School, se destacava em artes. Aprendeu diversos idiomas e adorava poesia. Já na Phillips Exeter Academy, foi premiado em diversas áreas do conhecimento, como física, matemática e astronomia. Zuckerberg se tornou aluno de Harvard, em 2002, apesar de ter começado a se interessar por programação quando ainda era adolescente.

Uma das obras de Zuckerberg foi a "ZuckNet", uma rede doméstica criada por ele para que ele e seu pai se comunicassem utilizando ping. Era um chat simplificado, mas que o conectava ao consultório de seu pai, que é dentista. Além de jogos, ele também desenvolveu um reprodutor de música, o Synapse Media Player, que utiliza inteligência artificial para armazenar os hábitos do usuário.

O Facebook surgiu de um site onde Zuckerberg inseriu duas fotos de dois rapazes e de duas garotas. Quem visitasse o site, votaria no mais atraente e, assim, um ranking competitivo pontuava os mais votados. O nome da rede social surgiu dos livros que os estudantes possuíam na Universidade, chamados Face Books, pois traziam fotos e nomes de todos os alunos que frequentavam os dormitórios da instituição.

Em fevereiro de 2004, Mark Zuckerberg, Eduardo Saverin, Dustin Moskovitz e Chris Hughes criaram o "The Facebook", que teve 22 mil acessos em apenas duas horas. Foi um estouro. E a rede social foi além do mundo dos computadores, chegando às telas dos cinemas, popularizando-se ainda mais com o filme "A Rede Social". E nesta rede, as pessoas poderiam se comunicar, trocar fotos, comentar em imagens, escrever o que estavam pensando ou sentindo, e, principalmente, interagir de maneira muito prática com os amigos e colegas de trabalho.

Várias instituições norte-americanas passaram a acessar o Facebook. No ano seguinte, o acesso foi expandido a escolas estrangeiras e, em 2006, estudantes de ensino médio e também empresas começaram a ser aceitos. Em meados do mesmo ano, o Facebook abriu suas portas para o mundo: qualquer pessoa interessada na rede poderia se tornar parte dela. Foi assim que o Facebook se tornou febre no mundo inteiro - rapidamente divulgado e muito interessante, foi conquistando adeptos e mais adeptos. E, juntamente com os usuários, recebia propostas bilionárias de empresas que desejavam fazer seu marketing e sua publicidade na rede.

Em 2010, o Facebook ganhou o botão "Curtir", uma ideia criativa e genial para que as pessoas mostrassem que gostaram de certo conteúdo postado nas páginas e perfis da rede social. E até hoje, o Facebook de Zuckerberg, que se tornou multimilionário aos 23 anos, não para de crescer e conquistar pessoas de mundo todo, tornando-se parte da vida de muita gente.

Vida pessoal

Mark Zuckerberg é um jovem simples, não ostenta a fama que tem e vive em uma casa de pouco mais de 350 m² (e, segundo rumores, alugada), em um bairro de classe média em Palo Alto, bem perto da sede do Facebook. Em 2003, conheceu a atual namorada, Priscilla Chan, a causadora da mudança do status de Mark em seu perfil para "em um relacionamento". Eles se conheceram na Universidade de Harvard.

Chan e Zuckerberg

Contratempos na Justiça

Nem só de paz vivem os bilionários com cara de bons moços. Zuckerberg atravessou alguns algozes de sua carreira, envolvendo o colega Eduardo Saverin e os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss.

Saverin era um dos melhores amigos de Zuckerberg, desde os tempos de Harvard. Eram parceiros e participaram juntos na fundação do Facebook; foi ele quem injetou mais verbas no projeto "The Facebook", administrando os negócios enquanto Zuckerberg programava e criava. Mas depois de certo tempo, Zuckerberg decidiu abandonar a faculdade e se dedicar exclusivamente ao Facebook (juntamente com Sean Parker, cofundador do Napster), na Califórnia, enquanto Saverin optou por concluir seu curso.

Tempos depois, Saverin foi acionado e processado pelo Facebook. Zuckerberg queria diminuir drasticamente a participação do amigo nos lucros da empresa. Saverin reagiu e processou o Facebook, tendo vencido a briga na Justiça, ficando com 5% dos lucros (antes eram 24%, Zuckerberg quis reduzir para 0,3%).

Os gêmeos Cameron e Tyler Winklevoss resolveram entrar na justiça, alegando que Zuckerberg havia "roubado" a ideia da criação do Facebook. Eles, juntamente com uma amiga da faculdade, Divya Narenda, criaram uma rede social em Harvard chamada ConnectU. Segundo os gêmeos, Zuckerberg inicialmente havia aceitado criar o projeto juntamente aos irmãos, mas depois disso, resolveu criar, com outros amigos, sua própria rede social - isso revoltou os irmãos Winklevoss, que se esforçaram sem sucesso na justiça.

Entrevista com Zuckerberg

Abaixo temos o vídeo com uma entrevista bem detalhada de Zuckerberg (em inglês), em que ele fala muito a respeito de comunicação, Facebook e internet. É longo, mas vale a pena, confira!

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.