John McAfee afirma em seu blog que operava uma rede de espionagem

Por Redação | 08 de Janeiro de 2013 às 14h06

John McAfee, que estava sumido depois de algumas semanas de muita ação em sua vida, voltou ao seu blog pessoal, intitulado 'The Hinterland', para contar mais alguns fatos inusitados sobre sua vida. Em sua última postagem, McAfee afirmou que operava uma rede de espionagem privada. As informações são do SlashGear.

O magnata do antivírus é procurado pelo governo de Belize, na América Central, por ser um dos suspeitos de assassinar a tiros seu ex-vizinho Gregory Faull. McAfee iniciou uma longa fuga nos últimos meses, e recentemente foi preso por entrar ilegalmente na Guatemala. Ele ficou na detenção até conseguir, mediante uma ação judicial, voltar para os Estados Unidos, seu país de origem.

De acordo com a publicação, John McAfee afirma ter adquirido 75 laptops novos, equipado-os com um software espião de registro, embalado-os novamente e entregado-os a pessoas ligadas ao governo e à justiça. O software, por sua vez, enviava registros do que foi digitado no PC para o 'espião', o que garantiu a McAfee acesso a diversas informações publicadas em redes sociais e trocadas por e-mail.

Logo em seguida, ele reuniu 23 mulheres e seis homens, chamados de 'agentes', em sua rede de espionagem — oito das mulheres chegaram a manter relacionamentos amorosos com o chefe. Em pouco tempo, McAfee teve acesso a diversas informações confidenciais e, segundo ele, chegou até a uma rede do Hezbollah, que estaria enviando cerca de uma dúzia de terroristas por mês aos Estados Unidos.

Além disso, John McAfee afirmou que os terroristas estariam produzindo ricina, um tipo de veneno, para ser empregado em campos de treinamento na Nicarágua. Vale ressaltar que o executivo é conhecido por se envolver em casos de produção caseira de metanfetamina, de uso de armas ilegais e também por mentir em seu blog.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.