WWW comemora 25 anos e seu inventor pede por liberdade na rede

Por Redação | 12.03.2014 às 15:43 - atualizado em 14.03.2014 às 13:25
photo_camera TechRadar

Hoje (12) a World Wide Web está completando 25 anos. Em comemoração, Tim Berners-Lee, reconhecido como o inventor da rede, anunciou uma “constituição” dos direitos dos internautas. O texto compõe a campanha The Web We Want (a internet que nós queremos), lançada por Berners-Lee.

O inventor da rede mundial de computadores afirmou hoje, em entrevista ao canal britânico BBC, que o pedido é de tamanha importância que deve ser comparados com as leis de direitos humanos.

Tim Berners-Lee vinha criticando o sistema de espionagem do governo norte-americano desde o ultimo ano após os vazamentos de informações sobre os projetos da NSA em dados revelados pelo ex-analista da CIA, Edward Snowden.

Ao longo de sua entrevista, o criador da web convocou a população para que uma ação popular seja tomada, exigindo os direitos dos cidadãos e impedindo que governos possam espionar e acompanhar cidadãos e outros governos na rede sem autorização. “É a hora de fazermos uma grande decisão pública. Temos duas estradas à frente. Qual caminho devemos seguir?”, disse Berners-Lee antes de relatar que a internet deve ser um espaço neutro e não um lugar em que você saiba que pode estar sendo espionado .

Para o cientista, a web é a principal representação da “humanidade conectada”. Segundo ele, embora existam conteúdos não tão construtivos na rede, muito conteúdo de interesse global pode ser acessado por meio dela.

A história da rede

Há exatos 25 anos, a internet era apenas parte da imaginação de um, até então, desconhecido cientista. Tim Berners-Lee trabalhava no CERN (Organização Europeia de Pesquisa Nuclear) e desenvolveu um artigo em que vislumbrava uma rede de comunicação em que seria possível compartilhar dados.

A ideia, na época totalmente futurista, foi tomando forma ao longo do tempo. A publicação do artigo, datada em 12 de março de 1989, marcou o inicio da história da internet. Após a definição da rede, Berners-Lee ainda teve de convencer o CERN a adotar o sistema com uma série de demonstrações de utilidade.

O primeiro website foi desenvolvido e publicado dentro do próprio CERN que, em 1993, liberou o domínio da rede ao público, permitindo que outros pesquisadores tivessem acesso e pudessem fazer uso da rede, criando, publicando e gerenciando seu próprio conteúdo dentro da internet.

Mas Berners-Lee não foi o primeiro a vislumbrar um mundo conectado em rede. Na década de 50, a ideia de computadores conectados em redes já havia sido estudada por militares dos Estados Unidos. Na década de 60, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos criou a Arpanet, conhecida hoje como uma precursora da Internet.

Após a criação da internet, surgiram concorrentes pagos, como a CompuServe. Porém, a ideia de Berners-Lee foi a primeira a possibilitar ao mundo uma rede totalmente aberta, livre e gratuita.