[Infográfico] Relevância dos compradores online para o varejo

Por Redação | 23 de Novembro de 2012 às 14h06

O Brasil tem se destacado em diversas pesquisas mundiais realizadas este ano, e agora o fato se repete mais uma vez. O motivo é o grande interesse dos consumidores brasileiros em aderir novos canais de compras, superando, inclusive, diversos mercados de países já desenvolvidos.

Um estudo global feito pela empresa de consultoria Capgemini aponta mudanças significativas e a rápida inovação dos canais de vendas tradicionais e eletrônicos. A ideia do 'Digital Shoppers Revevancy' é, como o próprio nome já diz, entender a relevância dos compradores online para o varejo.

Os hábitos dos compradores atuais estão mudando, eles não são mais fieis a apenas um canal de compra, pelo contrário, eles estão abertos a novas experiências e esperam uma integração perfeita em todos eles: lojas on-line, mídias sociais, soluções móveis e lojas físicas.

Para chegar aos dados que veremos abaixo, a Capgemini entrevistou 16 mil consumidores digitais em 16 mercados, entre países desenvolvidos, como Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos, e em desenvolvimento, incluindo Brasil, China, Índia, Rússia e México.

E você quer saber o que eles mais compram online? Produtos eletrônicos de alto valor. Deixando para trás categorias como eletrônicos comuns, moda, alimentação, materiais de construção, saúde e cuidados pessoais.

Entre os meios digitais, a Internet continua sendo a queridinha dos consumidores na hora de colocar a mão no bolso e fazer algumas compras online. 80% dos entrevistados nos países em desenvolvimento e 63% em países já desenvolvidos declararam que a Internet é importante ou muito importante. No entanto, os varejistas também devem desenvolver canais de compras em mídias sociais, aplicativos móveis e quiosques dentro de lojas, já que popularidade destes canais está crescendo.

"Mais de dois terços dos clientes digitais no Brasil, Índia, México, China e Turquia disseram que estão interessados em conhecer novos produtos nas redes sociais e blogs. Isso significa também que existem grandes oportunidades para os investimentos no mercado de varejo e empresas de bens de consumo no Brasil", comenta o CEO da Capgemini no Brasil, José Luiz Rossi.

Quando ressaltamos que a convergência dos canais de compras é importante, estamos falando a respeito de 56% dos entrevistados que estariam propensos a gastar mais dinheiro em uma loja física se tivessem usado canais digitais para pesquisar o produto antes da compra.

"O relatório é um alerta para que varejistas e empresas de bens de consumo adotem uma nova abordagem e explorem as tecnologias disponíveis para atuar no complexo mercado atual, em que os consumidores estão no controle. Os varejistas precisam continuar sendo relevantes para o consumidor digital em todos os canais e, principalmente, promover a integração entre tais canais para se manterem lucrativos. Isso é crucial para que identifiquem quem realmente está usando estes canais e determinem onde devem fazer investimentos digitais e torná-los rentáveis", diz Bernard Helders, líder global de Produtos de Consumo da Capgemini.

O Brasil está na lista dos países que detêm uma evolução mais significativa em consumo por meio de canais digitais, junto a China, Índia, México, Turquia e Rússia, confirmando que os países em desenvolvimento têm avançado mais rápido nesses processos do que em economias tradicionais.

"O comércio eletrônico sempre ocupou uma posição importante em mercados desenvolvidos, mas pouco se sabe sobre ele em economias em desenvolvimento. As pesquisas globais indicam que existem oportunidades extraordinárias de crescimento em regiões como a Ásia e a América do Sul, onde o comércio eletrônico experimenta uma evolução diferente", avalia James Roper, CEO da Interactive Media in Retail Group, associação de classe do setor varejista do Reino Unido.

Independentemente do canal de vendas escolhido pelo consumidor, o preço continua sendo o grande diferencial na hora da decisão. Sessenta por cento dos entrevistados afirmaram que esse quesito é crucial em sua decisão final. Confira abaixo o infográfico completo da pesquisa.

Relevância do consumir online
Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.