INPE testa balões para levar internet a localidades remotas

Por Redação | 18 de Novembro de 2013 às 10h50

O INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) lançou na quinta-feira (14), na cidade de Cachoeira Paulista - SP, o primeiro teste do Projeto Conectar, que usa balões para levar banda larga a lugares remotos.

O sistema consiste de um balão de 2 a 5 metros de altura preenchido com gás hélio ou hidrogênio, que carrega até 3 Kg de equipamentos de radiocomunicação. No lançamento, um balão foi içado a 240 metros e uma base móvel com um rádio monitorará a qualidade da conexão em um raio de 50Km.

O equipamento tem um alcance maior quando comparado às torres de transmissão fixas, cujo alcance chega a 70 metros. Podendo ser içados a até 300 metros, o alcance de cada balão será próximo dos 100 Km. Mas há controvérsias: o "tempo de vida" do balão, devido ao gás, é de apenas 5 dias – no entanto, estudos estão sendo feitos para prolongar a vida útil do dispositivo. Cada unidade do projeto leva equipamentos de monitoramento de vôo, além de rádios, antenas e o próprio sistema de comunicação.

O projeto lembra o Project Loon, do Google, que utiliza balões a 20Km de altura para levar internet aos locais sem acesso.

A tecnologia utilizada foi desenvolvida pela Altave, uma startup formada em 2011 por dois engenheiros do ITA, e conta agora com diversos pesquisadores qualificados. O projeto é de propriedade do Inpe/MCTI (Ministério da Ciência e Tecnologia), em parceria com a Telebras, CPqD e Ministério das Comunicações.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.