Homem apontado como criador das Bitcoins quer processar revista

Por Redação | 14 de Outubro de 2014 às 12h40

Meses depois da publicação de uma matéria de capa da revista Newsweek, na qual um homem chamado Dorian Nakamoto é apontado como a pessoa por trás do criador das Bitcoins, Satoshi Nakamoto, a publicação norte-americana está sendo ameaçada de processo pelas mãos do próprio. O morador do estado da Califórnia, nos Estados Unidos, criou um fundo de defesa para receber doações e acionar a publicação judicialmente, alegando que a reportagem é caluniosa e totalmente inverídica.

Semanas após a publicação da matéria, Nakamoto já havia vindo à público afirmar que não seria o Satoshi criador da moeda virtual, apesar deste ser o seu nome do meio. Ele disse que, mesmo que estivesse envolvido na questão, não poderia revelar nada a ninguém pois isso afetaria a segurança da infraestrutura do criptodinheiro, além de alegar que a revelação teria afetado sua paz e vida pessoal.

Dorian Nakamoto

É justamente por isso que, agora, ele pretende processar a publicação e abriu um site para a arrecadação dos fundos, com o título bastante direto “Newsweek Mentiu”. Na página, ele afirma que as palavras da repórter Leah McGrath Goodman afetaram não apenas a ele, mas também a toda sua família, e pede a ajuda dos interessados para levar os responsáveis à justiça para prestação de esclarecimentos e o pagamento de compensações.

A ironia é que, entre as opções tradicionais de doação, como cartões de crédito ou até mesmo o envio de ordens de pagamento, também existem opções que utilizam as Bitcoins. O método, inclusive, é sugerido para quem quiser contribuir com mais de US$ 1 mil, já que é uma maneira não-rastreável e anônima de contribuir com uma soma tão grande, caso o responsável queira manter sua identidade em sigilo.

O que chama a atenção, acima de tudo, é a estranheza da história. Caso realmente fosse o criador da Bitcoin, Dorian Satoshi Nakamoto seria também o detentor de uma das maiores carteiras da criptomoeda existentes em todo o mundo. Sendo assim, com certeza não precisaria recorrer à comunidade virtual para obter fundos para mover um processo contra a Newsweek.

Por outro lado, para muitos, a ideia de criar uma campanha desse tipo seria uma forma de desviar a atenção. Ao aparecer como um pobre coitado, que foi prejudicado pela gigantesca revista e viu sua vida virada de ponta-cabeça, Nakamoto seria capaz de convencer a todos que ele realmente não é Satoshi, quando a recíproca, sim, é que é verdadeira. Vamos ter que acompanhar os próximos capítulos dessa saga para sabermos o que vai acontecer.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.