Google revela relatório de transparência sobre buscas

Por André Fogaça | 25 de Maio de 2012 às 17h16

De tempos em tempos, o Google libera um documento que lista todas as atividades que fez. O que sempre chama atenção são os pedidos de remoção de resultados por algum problema. No ano passado foram 8 mil detentores de direitos autorais que solicitaram a remoção de algo do buscador.

Steve Ballmer (Foto: Época Negócios)

Steve Ballmer (Foto: Época Negócios)

O mais curioso é que a Microsoft é a empresa que mais solicitou a eliminação de alguns termos, principalmente aos que levavam a jogos piratas do Xbox em sites de torrents e downloads ilegais. O número de pedidos que apenas a Microsoft fez, em um período de 30 dias, foi de 550 mil dentro de 9 mil sites diferentes.

No total, foram 2.554.475 resultados removidos dentro de 23 mil domínios. Tudo ok no lado do Google, mas o site gringo TechDirt levantou que os mesmos resultados estavam presentes no Bing, buscador da Microsoft. Pois é, resultados ilegais sobre produtos da Microsoft em um buscador da Microsoft não é problema, mas a coisa esquenta quando aparece no Google. Estranho, não?

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.