Google convida o mundo inteiro a se unir por uma Internet livre

Por Redação | 03.12.2012 às 16:09

O Google lançou uma campanha a favor de uma Internet livre e aberta, sem censura de governos ou de qualquer outro tipo de organização ou indivíduos. Por meio de um post no blog oficial da companhia eles pedem para os internautas assinarem uma petição.

A mensagem leva a assinatura de Vint Cerf, vice-presidente do Google e um dos fundadores da Internet, e nela ele expressa sua opinião quanto aqueles que estão tentando censurar a web. Cerf cita uma conferência que está sendo promovida pela União Internacional de Telecomunicações. Esse evento deve ocorrer de hoje a 14 de dezembro e a ideia é revisar as leis ligadas ao mundo virtual. Os governantes terão o poder de voto.

"Algumas propostas podem permitir que se justifique a censura da liberdade de expressão e até cortem o acesso à Internet em seus países", explica Cerf no post do blog.

A gigante da Internet também mantém um site, o 'Take Action' (ou 'Tome uma atitude'), onde explica melhor o assunto e convida os internautas a apoiar a Internet livre e aberta por meio de um abaixo-assinado. Ele também traz um mapa onde mostra quais países estão mais engajados em manter a liberdade na web.

"Um mundo livre e aberto depende de uma Internet livre e aberta. Os governos, sozinhos, não podem determinar o futuro da Internet. As bilhões de pessoas em todo o mundo que usam a Internet, bem como os especialistas que a desenvolvem e a mantêm, devem ser incluídos", diz o texto da petição.