Bill Gates dará US$ 1 milhão para quem inventar camisinha do futuro

Por Redação | 25.03.2013 às 11:14

A fundação dirigida por Bill Gates e sua esposa, Melinda Gates, iniciou mais um projeto dentro do Grand Challenges Exploration, iniciativa da fundação e do Grand Challenges in Global Health, que irá premiar com até US$ 1 milhão (cerca de R$ 2 milhões) os pesquisadores que transformarem e revolucionarem o conceito da camisinha. A ideia por trás da iniciativa é criar um novo tipo de preservativo que seja "menos desagradável" de ser usado.

O projeto parte da premissa de que os preservativos de látex disponíveis atualmente no mercado são muito eficazes na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e como método contraceptivo, porém, a maior parte dos homens ainda prefere não usar a camisinha. "Parece óbvio, mas o sucesso de qualquer ferramenta de saúde pública depende do quanto ela é usada, e se é usada corretamente", afirma a fundação em seu blog oficial.

Os organizadores da campanha planejam conseguir um novo tipo de camisinha que faça com que os homens prefiram usar o preservativo do que ter relações sexuais sem ele. E além dos US$ 100 mil (cerca de R$ 200 mil) iniciais, quem convencer o corpo de jurados da fundação poderá ganhar o prêmio máximo de US$ 1 milhão.

Este não é o primeiro projeto em que a fundação de Bill Gates propõe uma reformulação total de uma ferramenta ou objeto. Recentemente, eles lançaram uma campanha, com direito a prêmios, para quem conseguisse pensar em uma solução revolucionária para o vaso sanitário.