Forbes publica lista dos 15 bilionários do ano no setor da tecnologia

Por Redação | 02.12.2014 às 15:50

Quais foram os grandes destaques do ano no ramo empresarial da tecnologia? Os grandes bilionários do setor em 2014? A Forbes fez sua tradicional lista anual com os 15 figurões mais ricos na temporada. Confira:

FORBES

15. Shiv Nadar

Patrimônio líquido: US$ 11,1 bilhões.

Destaque: A fortuna do indiano, cofundador do HCL Group, conseguiu uma injeção de US$ 4,6 bilhões como resultado das ações da HCL Tecnologies e de seu software de ponta, que já havia dobrado de valor no ano passado. Em parte favorecido pelo frágil valor da moeda da Índia, a rúpia, sua empresa lucrou e conquistou mais clientes este ano, entre eles Boeing, Microsoft, Cisco e UBS. O executivo não vem se envolvendo nas operações da companhia já há muitos anos, preferindo manter o foco na estratégia e filantropia do grupo.

FORBES

14. Robin Li

Patrimônio líquido: US$ 12,1 bilhões.

Destaque: Um dos homens mais ricos da China, Robin Li é presidente do Baidu, motor de busca mais popular no país. Antes de fundar o Baidu, o executivo trabalhou para a Infoseek no Vale do Silício, foi um dos pioneiros em pesquisa na web. Ele também faz parte da diretoria da NYSE New Oriental Education & Technology, que presta serviços educacionais.

FORBES

13. Ma Huateng

Patrimônio líquido: US$ 13,4 bilhões.

Destaque: Também conhecido como Pony Ma, é o presidente da Tencent Holdings, uma das três grandes empresas de Internet da China, ao lado do Baidu e do Alibaba.

FORBES

12. Laurene Powell Jobs

Patrimônio líquido: US$ 14 bilhões.

Destaque: Ela é a maior acionista individual da Disney. Como chefe de confiança, supervisiona mais de 130 milhões de ações da empresa de entretenimento, uma participação deixada pelo falecido marido Steve Jobs. Suas ações da Disney são coletivamente três vezes maiores que sua fatia na Apple, companhia cofundada pelo esposo. Em abril de 2013, Laurene fez sua primeira aparição na tevê desde a morte de Steve. Também é "investidora anjo" (aplica seu próprio dinheiro em empresas iniciantes com potencial), é membro da startup Ozy Media e do Conselho de Curadores da Universidade de Stanford.

FORBES

11. Charles Ergen

Patrimônio líquido: US$ 15 bilhões.

Destaque: O início de 2014 para Ergen, presidente da Dish Network, foi um tanto quanto complicado. A Harbinger Capital Partners LLC, acionista majoritária da LightSquared de propriedade do milionário Phillip Falcone, acusou Ergen de evitar secretamente um contrato de crédito que proíbe a compra da dívida da empresa por concorrentes, o que daria a Dish uma vantagem de participação no concurso público. Ergen vem crescendo no setor desde que entrou no ramo da televisão, ainda nos anos 80, quando a indústria do aparelho estava prestes a explodir.

FORBES

10. Azim Premji

Patrimônio líquido: US$ 15,3 bilhões.

Destaque: O mais rico magnata da tecnologia da China, Azim Premji ganhou impulso quando sua empresa, a Wipro, separou-se de uma companhia de produtos de consumo no ano passado. Ainda que não tenha resultados semelhantes ao grande ano de 2007, quando chegou aos US$ 17,2 bilhões de patrimônio, Premji projeta grande crescimento, ao passo do crescimento econômico dos Estados Unidos. Em dezembro de 2013, a Wipro comprou a Opus CMC, firma de Illinois especialista em serviços de hipoteca, por US$ 75 milhões.

FORBES

9. Paul Allen

Patrimônio líquido: US$ 15,9 bilhões.

Destaque: Paul Allen, cofundador da Microsoft, obtém recursos de várias fontes tecnológicas, como mídia e energia, além de duas grandes afiliações esportivas, o time de futebol americano Seattle Seahawks, que ganhou neste ano seu primeiro Super Bowl diante do Denver Broncos, e a equipe de basquete de Portland, o Trailblazers. Quando comprou o Seahawks, em 1997, Allen pagou US$ 194 milhões e investiu mais US$ 130 milhões num novo estádio. Os Seahawks valem agora US$ 1 bilhão.

FORBES

8. Michael Dell

Patrimônio líquido: US$ 17,5 bilhões.

Destaque: Michael Dell tornou sua empresa homônima privada em negociação de US$ 24,9 bilhões, em outubro de 2013. Dell tem novamente controle inquestionável da companhia que fundou há 30 anos num dormitório da Universidade do Texas. Desde a conclusão da transação, a Dell Inc. assinou parcerias com Dropbox, Google e Microsoft, com o objetivo de trabalhar em computação na nuvem. Em dezembro do ano passado, o executivo anunciou que estava criando um fundo de capital de risco de US$ 300 milhões. Apenas US$ 4,5 bilhões de sua fortuna estão envolvidos com a Dell Inc., enquanto o restante faz parte do investimento em suas duas outras firmas, a MSD Capital e a MSDC Management, que atuam nos setores imobiliário, bancário, automotivo e energético.

FORBES

7. Steve Ballmer

Patrimônio líquido: US$ 19,3 bilhões.

Destaque: Em agosto de 2013, Ballmer anunciou que deixaria a Microsoft no período de um ano e, em fevereiro de 2014, foi substituído por Satya Nadella no cargo de CEO. Ballmer supervisionou o crescimento da companhia desde 2000 e gerou US$ 120 bilhões de doláres para a empresa. Os bons resultados do passado, contudo, não foram sucificientes para impedir que a Microsoft ficasse atrás do Google, da Apple e de outros grupos na era móvel pós-PCs. Depois de anunciar sua aposentadoria, a Microsoft gastou US$ 7,2 bilhões de dólares para comprar a Nokia.

FORBES

6. Mark Zuckerberg

Patrimônio líquido: US$ 28,5 bilhões.

Destaque: No décimo ano do Facebook, ninguém comemorou tanto quanto o CEO Mark Zuckerberg. Depois de acompanhar uma queda desastrosa da empresa em maio de 2012, o executivo agora vê a companhia de novo em alta. As ações do Facebook cresceram 130% desde então e o patrimônio líquido de Zuckerberg dobrou no mesmo período, mesmo depois dele ter liberado 18 milhões de cotas em dezembro de 2013. Ele é quem mais ganhou dinheiro na lista de bilionários do ano.

FORBES

5. Sergey Brin

Patrimônio líquido: US$ 31,8 bilhões.

Destaque: Sergey Brin ultrapassou a marca de US$ 30 bilhões pela primeira vez devido a recentes cotas de ações da divisão de tecnologia do Google, que subiram quase 50% em relação ao ano anterior. O resultado foi um ganho de mais de US$ 7 bilhões em relação à lista de bilionários de 2013. Enquanto Larry Page brilha como CEO da companhia, Brin prefere ficar em segundo plano, cuidando do Google X, dedicado a descobertas, como carros autônomos, Google Glass, óculos de realidade aumentada, entre outros projetos "secretos".

FORBES

4. Jeff Bezos

Patrimônio líquido: US$ 32 bilhões.

Destaque: Em outubro de 2013, Jeff Bezos comprou o jornal Washington Post por US$ 250 milhões. Em dezembro do mesmo ano, anunciou em entrevista ao programa 60 Minutos que a Amazon entregará seus produtos por meio de drones num prazo de cinco anos. Após se formar em Engenharia Elétrica e Ciências da Computação na Universidade de Princeton, Bezos mudou-se para Wall Street, onde acompanhou o rápido crescimento da indústria da Internet. Depois de largar seu emprego em Nova Iorque, foi para Seattle e fundou a livraria online Amazon, em 1995.

FORBES

3. Larry Page

Patrimônio líquido: US$ 32,3 bilhões.

Destaque: O CEO do Google está rearranjando as coisas na empresa. Nas duas primeiras semanas de janeiro deste ano, Page anunciou a compra da fabricante de termostatos Nest por US$ 3,2 bilhões e a venda da Motorola para a Lenovo, a US$ 2,9 bilhões. As ações da gigante das buscas seguem em negociações recordes e está prestes a chegar à alta de 50% em relação ao ano passado. Isso fez com que os valores líquidos dos patrimônios dos cofundadores Larry Page e Sergey Brin ultrapassasse a marca dos US$ 30 bilhões pela primeira vez. Em abril, o Google sofrerá um desmembramento de ações para introduzir uma nova divisão de cotas, a Classe C, sem direito a voto. Essa manobra consolidará o poder de voto dos executivos, incluindo Page, que é dono de aproximadamente 24 milhões de cotas Classe B, com poder de voto de 10 por um.

FORBES

2. Larry Ellison

Patrimônio liquido: US$ 48 bilhões.

Destaque: O CEO da Oracle possui em 2014 mais US$ 5 bilhões em relação ao ano passado, graças ao aumento do valor das ações de sua empresa de software. Em setembro de 2013, sua equipe de iate Oracle Team USA conquistou pela segunda vez consecutiva a segunda posição da Copa América de vela após uma grande virada no campeonato. Sempre um grande competidor, Ellison disse em entrevista recente que os melhores dias da Apple ficaram com seu amigo Steve Jobs e a suposta infração de patentes da Oracle por parte do Google é algo "absolutamente maligno". Sua filha Megan é uma potência crescente em Hollywood, ela financiou uma série de produções que foram sucesso de crítica, a exemplo dos filmes Trapaça e A Hora Mais Escura.

FORBES

1. Bill Gates

Patrimônio líquido: US$ 76 bilhões.

Destaque: Ajudado por um salto nas ações da Microsoft, Bill Gates retorna ao topo da lista anual de bilionários da Forbes, após um hiato de quatro anos. Ele tem um patrimônio líquido de US$ 9 bilhões a mais do que um ano atrás e agora acumula o título de pessoa mais rica do mundo em 15 dos últimos 20 anos. O cofundador da Microsoft deixou o cargo de presidente neste ano e concordou em passar mais tempo ajudando os gerentes de produto, em busca de inovações de software. Enquanto isso, Gates também já contabiliza US$ 28 bilhões de doações em toda sua trajetória, com esforços dedicados à erradicação da poliomielite e ao agrupamento de mais colegas bilionários envolvidos em filantropia.

Fonte: http://www.forbes.com/pictures/emdh45ilme/bill-gates-8/