Facebook revela detalhes de seu plano para conectar todo o planeta

Por Redação | 17.09.2013 às 16:40

No final de agosto, Mark Zuckerberg revelou seu plano de conectar o maior número de pessoas possível ao redor do mundo. Para isso, o fundador do Facebook lançou o Internet.org e agora resolveu dar mais detalhes a respeio da ideia.

O Internet.org é um projeto que pretende levar a internet para as mais de cinco bilhões de pessoas ao redor do mundo que ainda não possuem acesso a ele. O projeto conta com outras gigantes como Samsung, Nokia, Qualcomm e Ericsson. Esta última, apesar de ser uma das que recebe menor destaque da mídia, pode ser uma das empresas mais importantes do projeto, já que é hoje a líder mundial de gestão de operações de telecomunicações.

O Facebook liberou um white paper com os planos para construir sua internet de larga escala. O relatório, intitulado "

A Focus on Efficiency

" (Um foco na eficiência), afirma que para alcançar o objetivo de levar a internet para 5 bilhões de pessoas nos próximos anos, será preciso baixar os custos de entrega de dados em cerca de 100 vezes.

Sendo assim, para alcançar o objetivo, é preciso baixar os custos do tráfego de dados e construir maneiras mais eficientes para consumir menos dados. Ideias como os navegadores Nokia Xpress e Opera Mini (ambas empresas presentes no projeto) seguem este modelo, comprimindo dados em até 90% antes de entregá-los para o usuário.

Para a Internet.org, se a indústria fizer uma melhoria de 10 vezes nestas duas áreas, será "economicamente razoável" oferecer alguns serviços básicos gratuitos aos que não poderiam pagar pelo acesso.

Uma das soluções apontadas no documento é o uso de uma tecnologia chamada "Hip Hop" para PHP. O Hip Hop permite usar 500% mais dados no mesmo número de servidores, segundo a entidade. Além disso, discute-se os ganhos de eficiência no próprio data center e o uso de tecnologias como o Group Hug, uma placa-mãe para servidores que aceita diferentes processadores de diferentes arquiteturas que podem ser substituídos sem alterar o restante do servidor.

Enfim, o Internet.org vem promovendo uma discussão saudável e apresentando soluções práticas para que a internet possa chegar a cada vez mais pessoas que hoje ainda não possuem acesso a ela. Os mais curiosos podem ler o estudo completo disponível neste link.