Executivo do Grooveshark é assassinado com dois tiros no peito

Por Redação | 13 de Novembro de 2013 às 13h27

O diretor de vendas internacionais do Grooveshark, Eddy Vasquez, foi morto com dois tiros no peito no último sábado (09). Segundo informações do The Gainesville Sun, o autor do crime é um amigo e ex-colega de faculdade de Vasquez, Andres Rodriguez Torres.

Vasquez chefiava a equipe de vendas internacionais num escritório do Grooveshark baseado em Gainesville, na Flórida (EUA) e havia viajado até São Petesburgo, no mesmo estado norte-americano, para comparecer ao casamento de um amigo na sexta-feira (8). Lá, ele reencontrou o amigo e ex-colega da Universidade de South Florida, Andres Rodriguez Torres. Após a festa de casamento, os dois seguiram até um bar para celebrar o aniversário de Torres, que aconteceria no sábado.

Por volta das 4 horas da manhã, no entanto, os amigos iniciaram uma discussão que só terminou quando Torres sacou uma pistola, apontou-a para Vasquez e desferiu dois disparos em direção ao peito do amigo. Ferido, o executivo foi encaminhado para o hospital Bayfront Health St. Petersburg, onde veio a óbito duas horas depois. De acordo com o Business Insider, Torres, de 26 anos, fugiu do local e levou consigo uma testemunha em sequestro. Poucas horas depois, ele foi preso em seu apartamento e acusado de sequestro a mão armada e assassinato de segundo grau – quando não há o planejamento do crime.

Eddy Vasquez, de 27 anos, trabalhava no Grooveshark desde 2011, onde ascendeu à posição de diretor de vendas internacionais. "O Grooveshark lamenta e está de luto pela perda de um de seus funcionários, Eddy D. Vasquez", declarou a empresa de streaming de músicas em comunicado oficial. "Estamos profundamente tristes pela perda de nosso querido amigo e colega".

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.