Executivo do Google pede fim da proibição da internet na Coreia do Norte

Por Redação | 10 de Janeiro de 2013 às 12h30

Eric Schmidt, atual chefe executivo do Google, pediu ao governo da Coreia do Norte o fim da proibição da internet no país durante sua visita, junto com o ex-governador do estado norte-americano do Novo México, Bill Richardson. O executivo afirmou ao governo local que a barreira de informação impede o crescimento econômico do país. As informações são da agência Bloomberg.

"À medida que o mundo torna-se cada vez mais conectado, a decisão deles de se manter virtualmente isolados irá afetar o seu mundo físico", afirmou Schmidt aos jornalistas no Aeroporto Internacional de Pequim, China. "O governo tem que fazer alguma coisa — eles têm que fazer o possível para que as pessoas usem a internet, algo que o governo da Coreia do Norte ainda não fez. Agora é o momento ideal para eles começarem, ou eles vão ficar para trás".

Richardson também afirmou aos repórteres que o governo norte-coreano está muito interessado em estreitar relações com os Estados Unidos, e está sendo incentivado por acontecimentos recentes como, por exemplo, a eleição da nova presidente da Coreia do Sul, Park Geun Hye. Durante sua campanha presidencial, ela afirmou que estaria disposta a se reunir com o líder norte-coreano, Kim Jong Un.

Eric Schmidt

Reprodução: Bloomberg

A comitiva, que passou quatro dias no país asiático, também conversou com o ministro para negociações nucleares sobre os recentes lançamentos de mísseis de longo alcance feitos pela Coreia do Norte. Bill Richardson afirmou ser contrário aos lançamentos, mas acredita que seja necessário o diálogo com o governo norte-coreano — a "missão humanitária privada" de Schimdt e Richardson não foi muito bem aceita pelo governo norte-americano.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.