Estudo revela que 70% dos provedores de TI não sabem capitalizar IoT

Por Redação | 10 de Dezembro de 2014 às 16h45

A AVG Technologies realizou uma pesquisa focada na Internet das Coisas (IoT) e constatou que mais de um quarto (26%) das pequenas e médias empresas (PMEs) e provedores de serviços gerenciados (MSPs) acreditam que o novo setor, incluindo múltiplos dispositivos, serviços na nuvem e wearables, pode gerar mais dinheiro do que qualquer outra inovação tecnológica recente.

De acordo com dados do estudo, quase 57% das pequenas e médias empresas concordam que a Internet das Coisas pode ajudá-las a obter novas receitas. Este número chega a 67% entre as MSPs que participaram da pesquisa. No entanto, apenas 18% das PMEs acreditam que seu provedor de serviços de TI está preparado para gerenciar a IoT. Por outro lado, 70% dos MSPs afirmam que precisam se adaptar para atender as novas demandas de seus clientes relacionados à gestão de múltiplos dispositivos e armazenamento na nuvem.

Segundo Mike Foreman, gerente geral de PMEs da AVG, os parceiros MSPs da empresa "estão dizendo que a IoT é a novidade de TI que está afetando de forma imediata seus negócios e nos negócios dos clientes que eles atendem". Ainda de acordo com Foreman, "muitos dos entrevistados afirmaram que precisam alterar suas ofertas para permitir o crescimento do negócio".

A pesquisa entrevistou 1.770 PMEs e MSPs no Canadá, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha e Austrália e também revelou que 55% dos MSPs afirmaram que seus clientes estão demandando serviços relacionados à Internet das Coisas e quase 77% planejam expandir seu portfólio de serviços ou produtos. No entanto, a ação rápida pode significar a manutenção de seus clientes, visto que 68% dos pequenos empresários atendidos por MSPs afirmam que fariam melhorias em seus contratos de prestação de serviços, caso seus fornecedores incluíssem soluções para múltiplos dispositivos.

Foreman explica que "o estudo mostra claramente que, quanto mais os negócios crescem, mais eles precisam da ajuda da Internet das Coisas e de serviços na nuvem, mas que grande parte dos MSPs ainda está pouco preparada para ajudar, de fato, seus clientes". O gerente complementa afirmando que "os MSPs precisam apresentar novos serviços e demonstrar ampla capacidade de proteger e oferecer mais controle para seus clientes, ao passo que esses agregam cada vez mais dispositivos ao seu dia a dia".

Pouco menos da metade (46%) dos pequenos empresários acredita que a Internet das Coisas será a grande novidade de TI e que proporcionará um grande impacto em suas empresas nos próximos cinco anos. Já 71% dos empresários entrevistados acreditam que terão de oferecer novos recursos e etapas de proteção para garantir a segurança de seus dados.

Fonte: http://convergecom.com.br/tiinside/seguranca/mercado-seguranca/05/12/2014/70-dos-prestadores-de-servicos-de-ti-ainda-nao-sabem-como-capitalizar-internet-das-coisas-revela-estudo-da-avg/#.VIhTFNLF9n4

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.