Em ano eleitoral, perfil humorístico "Dilma Bolada" pode ser suspenso

Por Redação | 05 de Fevereiro de 2014 às 15h28

Você provavelmente já ouviu falar da "Dilma Bolada", personagem que satiriza a presidente Dilma Rousseff e já é conhecida por boa parte dos internautas. Ao que tudo indica, a personagem pode ser reformulada ou ainda suspensa temporariamente, por conta das eleições presidenciais.

Em entrevista ao Link, do Estadão, Jeferson Monteiro, criador do perfil no Twitter e no Facebook, disse que não está preocupado com entraves legais, mas sim com sua "responsabilidade como cidadão" por conta da influência que pode causar. Jeferson afirma não ser filiado ao PT, mas sim um simpatizante de Dilma e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Monteiro, que é estudante de publicidade, contou ao jornal que além das eleições, tem uma série de questões pessoais que estariam desgatando a atividade, como a atualização diária dos perfis sem ajuda de terceiros. Por enquanto, ele afirma que não fará nenhuma mudança e deverá decidir sobre o futuro da personagem nos próximos dias.

Sendo assim, Jeferson poderá optar por mudar o enfoque das postagens para tratar apenas de variedades, buscar alguma inovação ou ainda inativar os perfis por algum tempo, o que, segundo ele, é sua última opção.

Visão jurídica

Também em entrevista ao Estadão, o advogado Alberto Rollo, presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB de São Paulo, afirma que a Dilma Bolada pode gerar processos e pedidos de retirada da página do ar, pois "beneficia a presidente e ridiculariza os adversários".

Já para Carlos Gonçalves Jr., advogado e professor de direito eleitoral na PUC-SP, "qualquer intervenção da Justiça eleitoral no caso da Dilma Bolada seria inconstitucional por violar o princípio da liberdade de expressão". O presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB de Pernambuco e advogado Walber de Moura Agra lembra que, nas últimas eleições, o TSE permitiu programas humorísticos com candidatos. “Humor pode. Não pode permitir ridicularizações e ataques contra a honra e moral dos candidatos”, explica.

Mais sobre a Dilma Bolada

O perfil da Dilma Bolada surgiu em 2010, no Twitter. No ano seguinte, passou a receber atualizações diárias. Já em 2012 e 2013, Jeferson ganhou prêmios com a sátira, como o Shorty Awards, e foi até mesmo recebido pela presidente no Palácio do Planalto.

Em 2013, em especial, Monteiro também se dedicou a eventos e palestras, como mais recentemente, a Campus Party 2014. Perguntado pelo Link sobre seus planos futuros, Jeferson não descarta trabalhar para um candidato ou ainda transformar a gestão de Dilma Rousseff em livro, pela Dilma Bolada. Neste último projeto, no entanto, lhe falta tempo.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.