Desenvolvedor não sabe programar, mas criou 600 jogos e ganhou quase US$ 1 mi

Por Redação | 19 de Fevereiro de 2015 às 18h10
photo_camera Reprodução/Twitter

Se você tem boas ideias para criar jogos para dispositivos portáteis, mas não faz ideia de como colocá-las em prática, talvez essa história possa insipirá-lo: um jovem desenvolvedor de apenas 25 anos criou nada menos do que 600 jogos para iOS e, com isso, arrecadou quase US$ 1 milhão em vendas durante os últimos três anos.

Alguns “truques” e uma boa dose de sorte foram fundamentais para que a insistência de John Hayward-Mayhew, um dos mais produtivos desenvolvedores de toda a App Store, começasse a ter sucesso. Mas o começo de sua jornada foi cheia de percalços, acumulando frustrações e prejuízos antes de conseguir um lugar ao sol.

“Eu li histórias sobre desenvolvedores e como eu faria muito dinheiro com o meu primeiro aplicativo, porque é assim que acontece, certo?”, relata o desenvolvedor de forma irônica ao Cult of Mac. Mas a vida real é bem menos simples: em sua primeira empreitada, o resultado foi apenas dívidas com o cartão de crédito.

“Eu criei dívidas em alguns cartões de crédito e consegui juntar sozinho 15 mil dólares. Então o aplicativo foi lançado e fez apenas alguns milhares de dólares, e eu tive que me virar para tentar quitar a dívida” conta.

Sorte e aproveitando brechas

Foi aí que veio a grande ideia: aproveitar as brechas abertas pela App Store.

“O sistema de descoberta da Apple realmente não é aquilo tudo. Foi isso que me levou a desenvolver o modelo de negócios que eu criei, onde eu lancei 600 jogos em vez de tentar uma grande jogada com apenas um. Eu sou realista sobre como são remotas as chances de fazer aquilo”.

E como foi que ele conseguiu? Depois de escolher focar em iOS, visto que já era usuário do sistema, e programar para Android daria muito mais trabalho na questão de adaptação do game para diferentes aparelhos, ele contratou um programador para criar um jogo exatamente da forma como ele descrevia — esse foi o primeiro game, que deu prejuízo mas rendeu boas ideias para o futuro.

“O código fonte do jogo era realmente excelente, mas ninguém estava comprando”, conta Hayward-Mayhew. “Então me veio a ideia de pegar o jogo e repaginá-lo para outros 10 jogos diferentes baseados no mesmo conceito. Foi quando eu comecei a fazer dinheiro”, prossegue o desenvolvedor.

John Hayward-Mayhew

Entenda-se por “repaginar” pegar o mesmo núcleo do jogo e dar a ele novas características superficiais, de interface. Isso fez com que o mesmo game ganhasse modificações e tivesse apelos diferentes para públicos diferentes.

A partir disso, Hayward-Mayhew criou a Toochill Games, companhia de um homem só especializada em desenvolver games para os dispositivos da Apple. E o modelo de negócios aqui ainda é o mesmo: criar a base e depois repaginar um game, criando assim diversas modificações e novos aplicativos.

A forma de ganhar dinheiro com seus jogos, entretanto, é diversificada: há jogos gratuitos com os quais ele fatura com propagandas, games que oferecem recursos extras à venda dentro do app e ainda versões premium de um mesmo jogo.

Dicas para ser um novo Hayward-Mayhew

Em sua entrevista ao Cult of Mac, Hayward-Mayhew dá algumas sugestões para quem quiser repetir seus passos e, quem sabe, faturar bastante desenvolvendo jogos para tablets e smartphones. As dicas incluem ficar de olho no que é popular no momento, contratar um programador que saiba o que está fazendo, ter foco no marketing de seus produtos e, diferente do que ele mesmo fez, não gastar muito dinheiro logo de cara.

“Para qualquer um fazendo isso pela primeira vez, eu certamente não recomendaria gastar mais do que US$ 2 mil, porque você ainda está descobrindo como as coisas funcionam”, conclui o desenvolvedor.

E aí, pronto para colocar em prática aquelas boas ideias guardadas na gaveta?

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.