Convivendo com a Realidade Aumentada

Por Henrique Setton

Palo Alto, EUA - Muito se fala em tecnologia aqui! Novidades aparecem a todo instante. E não é que foi em uma palestra despretensiosa que surgiu um assunto muito interessante?

Pois é! A entidade organizadora do evento, o VLAB do MIT/Stanford, trouxe o assunto “Augmented Reality” ou, em livre tradução, “Realidade Aumentada”.

O conceito é simples: trata-se de uma tecnologia voltada à interface da realidade real e da realidade virtual. A idéia é desenvolver softwares e hardwares com funcionalidades específicas para integrar as duas realidades. Por exemplo: quando você está em uma rua e quer saber aonde encontra-se a padaria (que saudades de um pãozinho brasileiro!) mais próxima, se você tiver um iPhone ou um Android, você se conecta no FourSquare ou no Yelp! e pronto!

Esse foi só um exemplo simples, mas a tecnologia tem amplas possibilidades de aplicação.

Outro exemplo que correu pela web nesses últimos tempos foi o da Tesco na Coréia do Sul. Veja abaixo:

Complicado? Nem tanto. O duro mesmo é desenvolver a tecnologia e quebrar paradigmas!

Nessa apresentação, pude presenciar uma demonstração do que foi desenvolvido para uma fabricante conhecida de óculos que queria abrir as portas para uma nova fase de e-commerce para seu segmento, transformando a compra em uma experiência. Repare que o palestrante não está usando nada, mas, no computador, como se fosse um espelho, é possível acompanhar todos os movimentos para ver se realmente o produto combina.

Uma outra experiência que pude presenciar é de uma empresa chamada Aurasma. A proposta dela é disponibilizar, através de smartphones/tablets, os anúncios de propaganda interativos. Para isso, basta baixar o aplicativo, iniciá-lo, ligar a câmera e apontá-la para a imagem do anúncio. Instantaneamente (ou não), começa a aparecer o anúncio. Muito interessante! Também é possível criar anúncios com o aplicativo. Pena que não funcionou tão bem no meu celular… Confira o vídeo abaixo:

Até a próxima!