Consumidor brasileiro é o mais disposto a pagar por serviços de vídeo online

Por Redação | 18 de Abril de 2013 às 16h48
photo_camera Digital Trends

O mercado de serviços de vídeos e conteúdos via streaming ainda é muito novo no Brasil, com poucas opções de serviços e acervo limitado. No entanto, uma recente pesquisa realizada pela Accenture afirma que o consumidor brasileiro é o mais disposto do mundo a pagar por serviços de streaming de conteúdo. O levantamento foi realizado em seis países (Brasil, EUA, Itália, França, Espanha e Inglaterra), totalizando 3,5 mil participantes.

A pesquisa mostrou que 32% dos entrevistados brasileiros estão dispostos a pagar mais de US$ 15 (R$ 30) ao mês por serviços de vídeo por demanda. Na segunda e terceira colocação estão Itália e Espanha, que empatam com 5% dos entrevistados afirmando que topariam pagar até US$ 15 por mês pelo serviço online — em 2012, o índice de brasileiros que aceitavam pagar esta quantia era de apenas 16%.

Os consumidores também afirmaram que aceitam pagar por serviços de vídeo por demanda para ter acesso a conteúdos premium, com 68% dos entrevistados brasileiros afirmando que pagariam uma mensalidade para acessar conteúdos exclusivos de um determinado canal no YouTube. Após o Brasil, Itália e Espanha empataram mais uma vez, com 58% dos entrevistados afirmando que pagariam por vídeos exclusivos, seguidas pelos Estados Unidos, com 46%.

Quando questionados sobre em quais empresas confiariam a produção e distribuição de qualidade de conteúdos na internet, a maioria dos entrevistados afirmou que teria confiança nos produtos das tradicionais companhias de entretenimento. E 50% dos brasileiros disseram que pagariam para ter acesso a conteúdos de empresas bem conceituadas, resultando em um aumento significativo em comparação aos 20% registrados em 2012.

O estudo também mostrou que o uso de outros dispositivos conectados enquanto se assiste à televisão aumentou nos últimos meses, com os tablets apresentando o maior crescimento no período: inicialmente, apenas 9% dos usuários de tablets os utilizavam enquanto assistiam à TV; agora, já são 34%. O Brasil lidera o ranking de países que mais acessam vídeos através de diversos dispositivos conectados, com 96%. Os demais colocados são Espanha (95%), Itália (94%), França (91%), Estados Unidos (86%) e Inglaterra (85%), respectivamente.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.