Brasil é o 72º país mais conectado do mundo

Por Redação | 16 de Agosto de 2012 às 10h25

Se você pensava que o Japão ou os Estados Unidos eram os países mais conectados do mundo, está enganado. Se pensou que, no Brasil, a cidade de São Paulo, capital, era uma das mais conectadas de nosso país, enganou-se de novo. O índice ITIC, da FGV, mensurou o acesso à internet, celulares e telefones e classificou cidades, estados e países em uma escala de 0 a 100.

De acordo com a pesquisa, os países mais conectados do mundo são:

  1. Suécia, com 95,8%
  2. Islândia, com 95,5%
  3. Singapura, com 95,5%
  4. Nova Zelândia, com 93,5%
  5. Holanda, com 92,5%

O Brasil aparece em 72º lugar, com 51,3%. E por falar em nosso país, o Distrito Federal é a unidade com maior índice ITC (87,5 - 100), liderando a lista. Em seguida, vem o estado de São Paulo (75 - 87,5), seguido dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul (em escalas que variam de 62,5 a 75). As regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste são as menos favorecidas.

A avaliação da porcentagem de conexão nas capitais brasileiras também revelou uma surpresa. Veja o ranking:

  1. Florianópolis (77,1%)
  2. Vitória (76,6%)
  3. Curitiba (75,9%)
  4. Belo Horizonte (74%)
  5. Porto Alegre (72%)
  6. São Paulo (71,8%)

As cidades mais integradas no Brasil também foram estudadas. Segue o ranking:

  1. São Caetano do Sul, SP - 82,6%
  2. Santos, SP - 78,2%
  3. Florianópolis, SC - 77,1%
  4. Vitória, ES - 76,6%
  5. Niterói, RJ - 76%
  6. Curitiba, PR - 75,9 %

Se você é paulistano e ficou surpreso com os resultados, não se desiluda. A área paulistana de Moema é a mais conectada do país! Segue o ranking dos bairros de São Paulo:

  1. Moema, com 93%
  2. Jardim Paulista, com 92,3%
  3. Alto de Pinheiros, com 91,8%
  4. Itaim Bibi, com 90,6%
  5. Perdizes, com 90,3%
  6. Vila Mariana, com 90,2%.

Confira mais dados do estudo elaborado pelo Centro de Pesquisas Sociais da FGV em 2012.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.